top of page

Fórum de Eficiência Energética debate soluções para o Estado

Começou nesta terça-feira (22/8), o Fórum de Eficiência Enegética, promovido pela Secretaria de Estado de Energia e Economia do Mar, em parceria com a Associação Brasileira das Concessionárias de Iluminação Pública. O evento, realizado no Palácio Guanabara, sede oficial do governo, discute até esta quarta (23/8) temas como políticas públicas de eficiência energética para as cidades, concessões de iluminação pública, tecnologia e Parcerias Público-Privadas (PPPs).

Divulgação / Governo do Estado do Rio

O governador Cláudio Castro participou da abertura do Fórum.

"É uma honra enorme receber esse fórum aqui. O Estado do Rio tem uma matriz energética diversificada e estimular este potencial é foco de nossa gestão. Estamos avançando na transição para uma matriz mais limpa e sustentável, através de fontes renováveis" – afirmou Castro.


O governador do Rio de Janeiro adiantou que a intenção é criar soluções tecnológicas de ponta para infraestruturas de transporte, conectividade, iluminação e modelos de eficiência energética. Segundo ele, com um planejamento de estudo sobre a questão, é possível implementar ações como sistemas de recarga pública para veículos elétricos e iluminação pública moderna, eficiente e mais sustentável.


No primeiro dia, os temas discutidos foram divididos em três painéis. O primeiro abordou as perspectivas do mercado de concessões de iluminação pública no Brasil e no Rio de Janeiro. Em seguida, o debate girou em torno de cidades que já possuem um parque de iluminação modernizado. E o terceiro painel discutiu fronteiras tecnológicas na iluminação pública e transição para cidades inteligentes, e abordou conectividade, cerco eletrônico, videomonitoramento, entre outras tecnologias.


A proposta do Fórum de Eficiência Energética é apresentar aos municípios possibilidades de modernização dos seus parques de iluminação pública e os diversos benefícios, como: redução de mais de 50% no gasto com conta de luz, aumento da segurança nas ruas e parques que, por sua vez, estimulam a ocupação dos espaços pelo comércio ou por outras atividades, impulsionando a economia local, gerando emprego e renda para a população. Vale ressaltar ainda os benefícios ao meio ambiente.


"É importante que a modernização da iluminação pública chegue ao interior, atinja todas as regiões do estado, porque representa qualidade de vida. Nosso trabalho é apoiar e indicar caminhos possíveis para que os municípios tenham condições de caminhar em direção à modernização. É uma aposta no futuro, na sustentabilidade, no meio ambiente, em segurança e em uma melhor qualidade de vida para os nossos cidadãos", afirmou o secretário de Estado de Energia e Economia do Mar, Hugo Leal.


Ainda no primeiro dia, foi debatido o programa Cidades Inteligentes, que ajuda a consolidar políticas públicas do Estado do Rio de Janeiro e a identificar municípios onde possam ser aplicadas tecnologias que contribuam para um desenvolvimento estruturado na sustentabilidade.


No Estado do Rio, seis cidades – Angra dos Reis, Barra do Piraí, Miguel Pereira, Rio de Janeiro, São João de Meriti e Vassouras – optaram pela Parceria Público-Privada como alternativa para a modernização dos seus parques de iluminação pública, beneficiando mais de 7 milhões de pessoas. Outros 27 municípios fluminenses estão estruturando projetos de PPP para a modernização de sua iluminação pública.


Fonte: Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

Comentarios


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page