top of page

Fórum Empresarial do BRICS se reúne antes da Cúpula em Joanesburgo

Nesta terça-feira, 22 de agosto, o Fórum Empresarial do BRICS ocorreu no Centro de Convenções Sandton, em Joanesburgo, província de Gauteng, reunindo líderes e representantes de empresas internacionais para discutir uma ampla agenda: a situação atual da cooperação comercial e de investimentos entre os países do BRICS e as perspectivas futuras nessa área, formas de estimular a recuperação econômica nos países do bloco, construir e fortalecer laços inter-regionais, criar um ambiente de negócios favorável e harmonizar as regras comerciais, segundo informa TV BRICS.

Foto: Ricardo Stuckert / PR

Cinco sessões de painel foram realizadas durante o fórum: "Interação e cooperação: desbloqueando as oportunidades de comércio e investimento do BRICS", "Agricultura do BRICS: destaque", "Garantindo uma transição justa", "Oportunidades empresariais do BRICS e acesso ao mercado como fator-chave para o desenvolvimento de PMEs" e "BRICS na África: desbloqueando oportunidades por meio do Acordo de Livre Comércio Continental Africano (AFCFTA)".


O Ministro do Comércio e Indústria da África do Sul, Ebrahim Patel, em seu discurso de boas-vindas, falou sobre a agenda global em rápida mudança.

O Ministro do Comércio e Indústria da África do Sul, Ebrahim Patel / Reprodução

"Há apenas cinco anos, Joanesburgo sediou a 10ª Cúpula do BRICS em 2018 - aparentemente em uma era diferente, em um mundo diferente. Naquela época, há apenas 1.850 dias, o mundo parecia mais simples e menos volátil. Ainda não havia enfrentado os danos da pandemia da COVID ou a recessão mais profunda desde a Segunda Guerra Mundial", observou ele.


Patel afirmou a urgência das questões relacionadas à mudança climática, bem como o rápido aumento da velocidade da inovação tecnológica.


"Essas tendências estão mudando nossa economia e nossa sociedade - mais do que muitos de nós poderíamos imaginar. Acrescente a essas mudanças o rápido deslocamento do centro da atividade econômica dos locais tradicionais do norte para os novos motores industriais do leste e do sul, que estão começando a refletir a verdadeira demografia do mundo", observou o ministro.

Foto: Valter Campanato / Agência Brasil

Fernando Haddad, Ministro da Fazenda do Brasil, dirigindo-se ao público, enfatizou o foco de seu país em uma economia e indústria verdes. Ele observou que a política do Brasil faz das questões climáticas e ambientais uma prioridade e isso tem um impacto sério sobre o desenvolvimento da indústria e da agricultura também.


"O Brasil pretende ser fonte de energia limpa pra si próprio porque é um país que pretende se reindustrilizar. O país pretende exportar energia limpa, e também na forma de produtos verdes. O Brasil quer ser uma base, uma plataforma de exportação de aço verde, de alumínio verde, de muitos produtos para que sejam manufaturados, precisam de energia limpa", disse ele.


Piyush Goyal, Ministro do Comércio e Indústria da República da Índia, falando sobre o fortalecimento dos laços dentro do bloco, observou: "Os países membros do BRICS podem encontrar um novo canal de comunicação - a Aliança de Mulheres de Negócios do BRICS - para promover a igualdade de gênero".

Piyush Goyal, Ministro do Comércio e Indústria da Índia / TV BRICS

Ele elogiou a contribuição do Fórum Empresarial do BRICS para o desenvolvimento das relações econômicas entre os países membros do bloco. E também observou que o fórum permite o compartilhamento de realizações conjuntas em uma variedade de áreas: economia, finanças, no campo da inovação e na experiência de responder às condições em constante mudança da agenda global.


"Eu acho que temos a oportunidade de aproveitar o enorme potencial de comércio e investimento dos mercados emergentes para ajudar nossas economias", afirmou Goyal.


Em seguida, houve um painel de discussão sobre "Interação e cooperação: desbloqueando as oportunidades de comércio e investimento do BRICS". Entre os palestrantes estava Serguei Katyrin, Presidente da parte russa do Conselho Empresarial do BRICS e Presidente da Câmara Russa de Comércio e Indústria (CCI).


Divulgação / TV BRICS

Falando sobre o potencial de desenvolvimento econômico dos países membros do bloco, ele explicou:


"O potencial mais importante está nas relações de trabalho normais, honestas e humanas com as pessoas. É maravilhoso perceber que nossas relações com as pessoas com quem assinamos a Carta do Conselho Empresarial do BRICS há dez anos não só foram preservadas, mas estão se desenvolvendo ativamente".


De acordo com Katyrin, são essas relações que possibilitam a realização de um trabalho frutífero e a tomada de decisões conjuntas.


Caracterizando a economia do bloco, Katyrin espera que, até 2050, o equilíbrio de poder no cenário mundial mude drasticamente e a aliança do BRICS tenha uma enorme vantagem competitiva.


Shaogang Zhang, vice-presidente do Conselho Chinês para a Promoção do Comércio Internacional (CCPIT), falando na sessão, enfocou o desenvolvimento das PMEs da China e seu papel na economia:


"As PMEs representam 50% de nossa tributação, 60% de nosso PIB nacional, 70% de nossa inovação e 80% de nossos empregos. Elas são a espinha dorsal de nossa economia. No entanto, as PMEs podem ser muito diversificadas", pontuou.


Zhang delineou medidas que ele acredita que o governo deveria tomar, incluindo a criação de um ambiente favorável para as PME, em particular preferências fiscais; otimização da política fundiária e, finalmente, criação de um ambiente educacional para as PME para que elas possam se manter atualizadas com os últimos desenvolvimentos em ciência, economia, finanças e responder rapidamente às mudanças nas circunstâncias, ciência e tecnologia.


A Cúpula do BRICS será realizada em Joanesburgo (Gauteng, África do Sul) de 22 a 24 de agosto. É a reunião mais representativa de chefes de estado e de governo do Sul global nos últimos anos. Líderes de 54 países africanos responderam aos convites. De acordo com o serviço de imprensa do Kremlin, os acordos finais serão registrados na Declaração de Joanesburgo da XV Cúpula do BRICS.


Fonte: TV BRICS


コメント


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page