Funcionários da Clin protestam na porta da Prefeitura de Niterói


Foto: Divulgação

Cerca de 100 funcionários da Companhia Municipal de Limpeza Urbana de Niterói (Clin) e da empresa pública de engenharia ambiental (Econit) participaram de uma assembleia convocada pelo Sindicato de Trabalhadores de Asseio e Conservação (Sintacluns) em frente à prefeitura de Niterói, na manhã desta quarta-feira (16/5).


A categoria tem cobrado da prefeitura o reajuste salarial referente aos anos de 2020 e 2021. Na assembleia, os trabalhadores utilizaram carro de som e cartazes para mostrar a indignação. A Guarda Municipal acompanhou o ato, que foi pacífico.


O prefeito de Niterói, Axel Grael (PDT), se reuniu com quatro representantes da categoria para discutir o assunto. No encontro, foi apresentada a proposta de reajuste de 1,95%, abaixo das expectativas iniciais. Nas redes sociais, a categoria convocou uma nova assembleia para discutir o tema e cobrar um reajuste maior.


"Após a CLIN oferecer um reajuste de 1,95% para os trabalhadores, o Sintacluns fará nova Assembléia em frente à Prefeitura de Niterói para cobrar um maior reajuste. A valorização dos profissionais da limpeza urbana é necessária e estamos nesta luta juntos", afirmou o sindicato.


Em nota, a Companhia de Limpeza de Niterói (Clin) informou que "está em contato direto com o Sindicato sobre a atual situação e já encaminhou a proposta de reajuste salarial visando a celebração do Acordo Coletivo de Trabalho do ano vigente."

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg