Gasolina ultrapassa R$ 7 no Rio e outros três estados


(Foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)

Em dezembro de 2018, com muitas queixas dos consumidores, o preço médio do litro da gasolina comum era de R$ 4,365. De acordo com a pesquisa semanal de preços da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), realizada do último domingo (15) até este sábado (21), o preço já passa dos R$ 7 em pelo menos quatro estados brasileiros, incluindo o Rio de Janeiro.

No Rio, nos postos pesquisados, o preço máximo encontrado foi de R$ 7,05 pelo litro, sendo a média de R$ 6,48.

No Acre, o máximo foi de R$ 7,13 e a média de preço por litro foi de 6,45.

Os preços mais caros foram encontrados no Rio Grande do Sul e Tocantins, segundo pesquisa da ANP, chegando a R$ 7,18 e R$ 7,36, respectivamente em cada estado.

Em dezembro de 2019, falando pela primeira vez sobre a alta do preço dos combustíveis em seu governo, o presidente Jair Bolsonaro afirmou que quebra do monopólio da Petrobras é uma das formas de diminuir o valor para o consumidor.

De lá para cá, o governo vendeu a BR Distribuidora, maior subsidiária da Petrobras, que detinha o monopólio da distribuição, além de vender também refinarias e redes de gasodutos, sem conter a escalada de aumento do preço dos combustíveis.

A Petrobras, apesar de não ter mais o monopólio da venda e distribuição de combustíveis no Brasil, ainda é líder nesse mercado.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg