top of page

Globo e Folha suspendem cobertura do Palácio do Planalto


Bolsonaro se aproxima do cercadinho onde ocorrem agressões a jornalistas (Imagem/Reprodução)

O jornal Folha de S. Paulo e o Grupo Globo anunciaram nesta segunda-feira (25) a suspensão da cobertura jornalística do Palácio do Alvorada, por falta de segurança para seus profissionais.

Numa prática que tem sido recorrente, apoiadores do presidente Bolsonaro que agem como uma claque em apoio ao presidente e sempre agressiva contra os jornalistas, voltaram a hostilizar profissionais na porta do Planalto. “No dia que vocês tiverem compromisso com a verdade, eu falo com vocês de novo”, disse Bolsonaro em nova provocação, antes das agressões promovidas por seus apoiadores.

O Grupo Globo, através de nota, acusou a militância bolsonarista e a inação das autoridades (leia-se, presidente) para proteger os jornalistas:

"Como a animosidade dos militantes tem sido crescente, e sem que haja providências por parte das autoridades para proteger os jornalistas, o vice-presidente de Relações Institucionais do Grupo Globo comunicou a decisão, por carta, ao ministro-chefe do Gabinete de Segurança Institucional, Augusto Heleno", disse o Grupo Globo.

Já a Folha de S. Paulo disse que questionou sobre o episódio desta segunda-feira o Gabinete de Segurança Institucional (GSI), responsável pela segurança do Alvorada, e a Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) da Presidência e não obteve resposta até a divulgação da reportagem..

"O jornal pretende retomar a cobertura no local somente depois das garantias de segurança aos profissionais por parte do Palácio do Planalto", informou o jornal.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page