Governo Bolsonaro afrouxa entrada para estrangeiros


(Foto: Agência Brasil)

Em meio à apreensão mundial com a variante ômicron do coronavírus, o governo do presidente Jair Bolsonaro (PL) resolveu ignorar a recomendação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para exigência do comprovante de vacinação a estrangeiros que queiram entrar no Brasil. Sem passaporte vacinal, o governo anunciou na tarde desta terça-feira (7) que irá impor apenas quarentena de cinco dias e teste RT-PCR a viajantes não vacinados que chegam ao país.

Os ministros Marcelo Queiroga, da Saúde, e Ciro Nogueira (PP-PI), da Casa Civil, disseram que a intenção é promover uma "reabertura das fronteiras" em razão do alto nível de vacinação da população brasileira.

No entanto, as autoridades não explicaram como será feito o processo de isolamento dessas pessoas.

Queiroga utilizou o argumento recorrente de Bolsonaro de que é preciso respeitar a liberdade dos que se negam a receber a vacina, e chegou a dizer, para a incredulidade de uma plateia de jornalistas, que "às vezes é melhor perder a vida do que a liberdade" - isto, dito num contexto de pandemia.

"É necessário defender as liberdades individuais, respeitar os direitos dos brasileiros acessarem livremente as políticas públicas de saúde. E é assim, como falou o ministro Ciro Nogueira [Casa Civil], que já conseguimos imunizar com as duas doses cerca de 80% da população brasileira acima de 14 anos, a nossa população vacinável, mais de 175 milhões de habitantes", disse o ministro bolsonarista.

O passaporte da vacina já é adotado em muitas cidades brasileiras como forma de tentar manter sob controle a pandemia ao mesmo tempo em que se permite a reabertura de bares, restaurantes, cinemas, estádios e outros estabelecimentos. Diante da preocupação com a variante ômicron, mais de 20 capitais brasileiras já confirmaram que não realizarão festas de Réveillon. Foi com essa mesma preocupação que a Anvisa recomendou ao governo federal a exigência da vacinação contra a covid-19 para entrada no Brasil, como já se faz na maior parte do mundo.


Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg