Governo e Covid jogam 15 milhões na pobreza


15 milhões de brasileiros na pobreza pela pandemia e o 2019 desastroso do governo Bolsonaro (Fotos Públicas)

O Brasil espera o que pode ser a pior recessão da história para o final de 2020, como consequência do descontrole da pandemia do novo coronavírus no país e do desastroso governo do presidente Jair Bolsonaro. Para além dos números, o efeito do encolhimento da economia deve jogar milhões de brasileiros na pobreza.

Um estudo da consultoria Tendências aponta que 3,8 milhões de famílias, ou 15 milhões de brasileiros, devem retroceder na pirâmide social e ser empurrados para as classes D e E, as camadas mais pobres da população. Com isso, as classes D e E terão 45 milhões de brasileiros até o final do ano.

O estudo aponta que a expectativa de piora da condição econômica dos brasileiros já existia antes da pandemia, uma consequência do baixo desempenho econômico. Porém, a crise do novo coronavírus piorou o cenário em 2020.

Conforme o levantamento da consultoria, a base da pirâmide social passará a abarcar um total de 41 milhões de famílias ao fim do ano – o equivalente a 56% dos domicílios brasileiros.

A expectativa anterior era de que 600 mil domicílios perderiam renda para abaixo da faixa das classes D e E. Com isso, o estudo aponta que os efeitos da pandemia seriam responsáveis pela chegada de mais 3,2 milhões de famílias para as camadas mais pobres.

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: