top of page

Governo Lula vai conectar 138,4 mil escolas até 2026


(Tomaz Silva/Agência Brasil)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou nesta terça-feira (26) o lançamento do programa Estratégia Nacional de Escolas Conectadas, que pretende revolucionar o acesso à Educação no Brasil. A previsão do governo é conectar 138.400 escolas em todo o país até 2026. O anúncio foi feito durante o programa Conversa com o Presidente, transmitido pelo Canal Gov.


“Temos hoje a assinatura do decreto que institui a Estratégia Nacional de Escolas Conectadas. Vamos conectar 138.400 escolas nesse país. Até 2026, a gente vai deixar toda a nossa meninada altamente conectada com wi-fi e tudo o mais que for necessário”, disse o presidente.


Com um investimento total de R$ 8,8 bilhões, o objetivo é conectar todas as escolas públicas do país nos próximos dois anos.


A maior parte dos recursos, cerca de R$ 6,5 bilhões, será alocada no "Novo PAC" e será direcionada ao eixo da conectividade, informa o portal g1. A Estratégia Nacional de Escolas Conectadas abrange seis eixos principais: Conectividade; Ambiente e dispositivos; Gestão e transformação digital; Recursos educacionais digitais; Competências e formação; e Currículo.


Os R$ 2,3 bilhões restantes serão investidos nos demais eixos do programa, com recursos provenientes do Programa de Inovação Educação Conectada (Piec) e do Fundo Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (FNDCT).


Mais da metade sem acesso

Durante participação no programa, o ministro da Educação, Camilo Santana, lembrou que mais da metade das escolas brasileiras, atualmente, não tem wi-fi.


Segundo Santana, algumas até contam com algum tipo de conectividade, mas somente na sala da direção, por exemplo, sem acesso aos alunos e professores.


“A estratégia é criar um comitê e, através do decreto assinado hoje, vão participar vários ministérios – Ciência e Tecnologia, Educação e Casa Civil. Os recursos serão do Fundo da Universalização dos Serviços de Telecomunicações (Fust) e também do leilão do 5G”, disse o ministro.


“Esse comitê vai trabalhar e a meta é - até o final de 2026 - nenhuma escola pública deixar de ter conectividade com fins pedagógicos. Não é só ter internet com baixa velocidade. E ter equipamento, um laboratório de informática, tablet, computador, wi-fi na escola”, concluiu o ministro.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page