Governo pode abandonar programa Casa Verde Amarela


(Divulgação)

O sonho da casa própria pode estar perto do fim para milhares de brasileiros. Substituto do Minha Casa Minha Vida, criado em março de 2009 no governo Lula, o programa Casa Verde Amarela, uma das principais bandeiras do governo Bolsonaro, não tem mais recursos previstos para a construção de moradias populares, e não há previsão de criação de novos créditos. As informações são do Estadão.

O orçamento do programa é de R$ 400 milhões para a faixa 1, destinado a famílias que ganham até R$ 2 mil mensais. Para finalizar as obras, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) precisa de um adicional de R$ 800 milhões.

A falta de recursos pode fazer com que 153 mil casas que estão em andamento sejam abandonadas.

De acordo com o Ministério do Desenvolvimento Regional, o governo federal entregou 19.684 unidades habitacionais do faixa 1 do Casa Verde e Amarela em 2021. “O MDR está em tratativas com o Ministério da Economia e o Congresso Nacional para viabilizar a suplementação necessária para o ano”, diz a pasta em nota.

A média de contratação de moradia dos governos Lula e Dilma Rousseff na faixa 1 foi de 247 mil unidades por ano.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg