Governo troca diretor-geral da Polícia Federal


Jair Bolsonaro e Márcio Nunes de Oliveira (Foto: Clauber Cleber Caetano/PR e Alesp)

A Polícia Federal (PF) terá um novo diretor-geral. O atual secretário-executivo do Ministério da Justiça e Segurança Pública (MJSP), Márcio Nunes de Oliveira, que é delegado da PF, assumirá o comando da corporação, no lugar do delegado Paulo Maiurino, que deixa o cargo após 10 meses na função.

A troca foi oficializada em portaria assinada pelo ministro-chefe da Casa Civil, Ciro Nogueira, e publicada em edição extra do Diário Oficial da União (DOU), na tarde desta sexta-feira (25).

Após a troca ser publicada no DOU, Torres disse em seu perfil no Twitter que Maiurino foi deslocado para a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas.

"Ao Dr Maiurino, meu reconhecimento pelo trabalho diário de reforçar o papel da Polícia Federal como instituição autônoma sim, mas com respeito a preceitos fundamentais da corporação, como hierarquia e disciplina. Sua experiência profissional será fundamental à frente da Senad", escreveu.

"Ao Dr Márcio Nunes, meus votos de sucesso em mais essa desafiadora missão da sua valorosa carreira. Caberá ao senhor dar continuidade ao trabalho do Dr Maiurino, incrementando a eficiência e o profissionalismo da Polícia Federal, diariamente", acrescentou.

Márcio Nunes Oliveira era o secretário-executivo do MJSP, ao qual é subordinada a Polícia Federal. Nunes foi o superintendente-regional da PF no Distrito Federal entre maio de 2018 e abril deste ano. No MJSP, ele ocupava o segundo posto mais importante da pasta e era o braço direito do ministro Anderson Torres, que é amigo do senador Flávio Bolsonaro (Patriota-RJ), filho 01 do presidente da República.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg