Grande Rio quebra tabus com Exu e é campeã do carnaval do Rio

Atualizado: 27 de abr.


(Reprodução/TV Globo)

Depois de bater na trave com quatro vices-campeonatos (o último foi em 2020), a Grande Rio é a grande campeã do carnaval do Rio, pela primeira vez em sua história. Com o enredo Fala, Majeté! Sete Chaves de Exu, a escola quebrou tabus ao levar para o desfile do Grupo Especial na Marquês de Sapucaí manifestações culturais ligadas à simbologia da entidade do candomblé.

"Um enredo que exalta as brasilidades festivas e que pede para que ouçamos algumas vozes que historicamente foram impedidas de falar", explicou Gabriel Haddad, carnavalesco que assinou, juntamente com Leonardo Bora, o enredo que abriu caminhos para a conquista inédita da escola de Duque de Caxias. Na apuração final, a escola perdeu apenas um décimo, obtendo nota 269,9. Para Gabriel Haddad, a principal mensagem que fica com a grande vitória da escola é: "É proibido tolerar a intolerância religiosa" - disse, após a apuração consagradora no Sambódromo.

Em segundo lugar, ficou a Beija-Flor. Com o enredo Empretecer o Pensamento é Ouvir a Voz da Beija-Flor, a escola de Nilópolis obteve nota 269,6.

A terceira colocação ficou com a última campeã antes da pandemia, a Viradouro, com o enredo Não há Tristeza que Possa Suportar Tanta Alegria. A escola de Niterói obteve nota 269,5.

Em quarto lugar ficou a Vila Isabel, com o enredo Canta, Canta, Minha Gente! A Vila é de Martinho, com 269,3 pontos.

Em seguida ficou a Portela, com Igi Osè Baobá e nota 269,2 pontos.

Com o enredo Resistência, o Salgueiro obteve nota 268,3 e ficou entre as seis primeiras colocadas que voltarão no desfile das campeãs, no próximo sábado (30).

As demais posições: Mangueira, em sétimo, com 268,2; Mocidade, em oitavo, também com 268,2, mas atrás pelo critério de desempate; Unidos da Tijuca, em nono, com 267,9; Imperatriz Leopoldinense, em décimo, com 266,9; Paraíso do Tuiuti ficou em décimo-primeiro, com 266,4. A São Clemente, em décimo-segundo, com 263,7, foi rebaixada e disputará o próximo carnaval na Série Ouro.

Em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense, a quadra da Grande Rio ficou pequena para os milhares de torcedores, que comemoraram o título inédito.

Império Serrano volta à elite 2023

Uma das mais tradicionais escolas de samba do Rio, que já conquistou nove títulos entre a elite do carnaval do Rio de Janeiro, a Império Serrano se sagrou campeã da Série Ouro e voltará ao Grupo Especial em 2023. A verde e branco de Madureira levou para a Marquês de Sapucaí o enredo "Mangangá", o célebre capoeirista baiano.

vila_de_melgaco.jpg
Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3