Gre-Nal suspenso por ataque de torcedores tem nova data


Marcas da violência contra delegação do Grêmio no ônibus em Porto Alegre (Foto: Lucas Uebel/Grêmio)

A Federação Gaúcha de Futebol (FGF) confirmou nova data para o Gre-Nal válido pela 9ª rodada do Campeonato Gaúcho de 2022, que foi suspenso após ataque de torcedores ao ônibus que transportava a equipe do Grêmio ao estádio no último sábado (26). O clássico está marcado para o dia 9 de março, quarta-feira, às 19h, no Beira-Rio. De acordo com a FGF, a nova data foi definida após conversas com os clubes envolvidos e a empresa detentora dos direitos de transmissão da competição.

A partida entre Internacional e Grêmio estava marcada, inicialmente, para as 19h do último sábado (26), mas não foi realizada por causa de um ataque ao ônibus da delegação. O ataque ocorreu pouco mais de uma hora antes de a bola rolar no Beira-Rio. O Grêmio decidiu que não entraria em campo e o Inter concordou.

O volante Mathias Villasanti, do Grêmio, foi atingido no rosto por uma pedra atirada no ônibus. Ele precisou passar a noite no hospital Moinhos de Vento após exames constatarem traumatismo craniano e concussão cerebral. Além disso, ele teve escoriações no rosto e um trauma no quadril. Villasanti foi reavaliado no domingo de manhã pelo médico gremista, Márcio Dornelles, e pela equipe do hospital. Segundo o clube, o atleta já está em casa e seguirá monitorado.

O Grêmio agradeceu as mensagens de apoio recebidas de entidades, personalidades, torcedores e outros clubes. O Tricolor ainda repudiou outros casos de violência ocorridos entre quinta-feira e sábado.

Mais três agressões em 48 horas

Em menos de 48 horas, além do caso envolvendo delegação do Grêmio, foram registrados mais três ataques violentos contra jogadores de futebol.

A onda de violência começou ainda na quinta-feira. O ônibus que transportava o Bahia ao estádio da Fonte Nova, em Salvador, para o jogo contra o Sampaio Correia pela Copa do Nordeste, foi atingido por bombas. O goleiro Danilo Fernandes foi ferido e precisou de atendimento hospitalar. Dois carros utilizados pelos criminosos foram encontrados pela polícia dentro da sede de uma torcida organizada do Bahia, a Bamor. Um dos veículos pertence ao presidente da organizada, mas ele alegou que estava no interior do estado. Ninguém foi preso no episódio.

Também no sábado, o ônibus com a delegação do Cascavel foi apedrejado por torcedores do Maringá na saída do estádio Willie Davies, em Maringá (PR), após o jogo contra o time da casa pelo Campeonato Paranaense.

Na capital, em Curitiba, torcedores do Paraná, que disputava a permanência na Série A do estadual - e acabou rebaixado -, invadiram o campo aos 40 minutos do segundo tempo quando o time perdia para o União por 3 a 1. Jogadores chegaram a ser agredidos antes de irem para o vestiário. A partida foi encerrada por falta de segurança.


Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg