top of page

Guardas municipais de Niterói aderem à campanha 'Agosto Lilás'

Como forma de chamar a atenção para a campanha “Agosto Lilás”, que marca o aniversário da Lei Maria da Penha, a Guarda Municipal de Niterói iniciou, nesta terça-feira (15/8), uma série de atividades voltadas para a corporação com o objetivo de aprofundar o assunto e abordar questões para dinamizar e humanizar os atendimentos às mulheres. Este mês foi criada a Unidade de Atenção à Mulher da Guarda Civil Municipal de Niterói.

Divulgação

Este ano, a Guarda Municipal registrou mais de 28 ocorrências incluindo violência doméstica, crimes sexuais entre outros tipos de violência.


As palestras são uma continuidade e uma espécie de reciclagem já que, desde 2021, mais de 600 agentes da Guarda passaram pelo Treinamento Lilás, uma ação da Codim (Coordenadoria de Políticas e Direitos das Mulheres). O foco principal do treinamento são os servidores da Prefeitura que estão na ponta, em contato direto com a população.


“Temos um grupo de guardas que está focado numa espécie de força-tarefa dando apoio às secretarias e nas ações que envolvem esse tema. Provocamos os debates para que possamos colocar em prática ações não somente pelas guardas femininas, mas também pelos homens. Estamos em alinhamento para que, no próximo ano, possamos implementar o projeto Guardiões Maria da Penha em parceria com a Codim e a Secretaria de Educação. O objetivo é fazer um trabalho voltado à prevenção primária nas escolas, assim como acompanhar essas vítimas, pois elas chegam fragilizadas. Fazemos todo o processo como encaminhamento da Deam, acionamento da Codim, apoio na retirada de seus pertences, de maneira que possam ser acolhidas nesse momento difícil”, explicou Vanessa Herval, da Unidade de Atenção à Mulher da Guarda Civil Municipal de Niterói. Vanessa é formada em Direito, atua há oito anos na corporação e faz parte desse pelotão lilás.


Na semana passada, a Guarda Municipal registrou duas ocorrências de violência contra mulheres encaminhadas para as entidades responsáveis.


Além da Guarda Municipal, os motoristas de ônibus também receberam treinamento para reconhecer e ajudar no combate à importunação sexual nos coletivos, além dos agentes da Defesa Civil e da NitTrans.


Como denunciar


Para denunciar casos de violência contra a mulher pode-se ligar para o 180, central que funciona 24 horas por dia ou para o 153 (Centro Integrado de Segurança Pública). Também é possível realizar o registro de ocorrência online pelo site https://dedic.pcivil.rj.gov.br/ e pelo telefone 197. Situações de emergência são atendidas pelo 190. O Centro Especializado de Atendimento à Mulher está funcionando de segunda a sexta, na Rua Cônsul Francisco Cruz, 49, Centro de Niterói. Os números para contato são (21) 2719-3047 e (21) 96992-6557.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

コメント


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page