Banqueiro conservador Guillermo Lasso é eleito no Equador

Com 52,5% dos votos, contra 47,5% do socialista Andrés Arauz, o banqueiro conservador Guillermo Lasso foi eleito presidente do Equador, em segundo turno realizado neste domingo (11/4). Contrariando todas as pesquisas de opinião, o resultado interfere no fortalecimento da esquerda na América do Sul, iniciado com as eleições de Alberto Fernández na Argentina, e Luis Arce na Bolívia

Foto: Redes Sociais

A vitória de Lasso desagradou o ex-presidente Rafael Correa, que pretendia que Andrés Arauz desse continuidade à sua 'revolução cidadã' no país. Correa está na Bélgica, terra natal de sua esposa, impedido de voltar ao Equador, condenado por suborno.


O presidente eleito fez um discurso com citações a Deus (mencionado na maioria das falas), pediu paciência à população e, de imediato, estabeleceu limites às reivindicações feministas crescentes, entre elas, a legalização do aborto.


Lasso toma posse em 24 de maio e enfrentará a tarefa desafiadora de restabelecer uma economia afetada pelo surto brutal de Covid-19 no ano passado, e que se agravou esse ano com os atrasos na vacinação.

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: