top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Hamas aceita proposta de cessar-fogo feita por Catar e Egito


O Hamas disse ter concordado com uma proposta de cessar-fogo apresentada pelo Catar e pelo Egito para interromper os combates com Israel na Faixa de Gaza.


O chefe do gabinete político do grupo, Ismail Haniyeh, informou ao primeiro-ministro do Catar e ao chefe da inteligência do Egito sobre o acordo, segundo um comunicado do Hamas publicado no Telegram e citado pela Bloomberg.


A proposta de cessar-fogo feita por mediadores inclui a retirada total de Israel da Faixa de Gaza e a troca de reféns, disse Khalil al-Hayya, vice-líder do movimento no enclave palestino: "A proposta de trégua em Gaza tem três fases e inclui a retirada total de Israel, bem como uma troca de reféns", afirmou o vice-líder nesta segunda-feira (6).


Israel se pronunciou sobre o comunicado dizendo que os termos aceitos pelo Hamas não são aqueles com os quais Tel Aviv concordou. De acordo com o The Times of Israel, a oferta que o grupo aceitou foi feita unilateralmente pelo Egito e não será levada a sério pelo governo israelense antes de os detalhes serem esclarecidos.


Uma autoridade israelense disse que o anúncio do Hamas parece ser um estratagema destinado a apresentar Israel como o lado que recusa um acordo.


Segundo a AFP, após a resposta do grupo palestino, os Estados Unidos pediram novamente a Israel para não atacar Rafah.


Mediadores dos EUA, Egito e do Catar têm negociado com o Hamas nos últimos dias sobre uma proposta de três fases, aprovada por Israel. A proposta não foi publicada, mas prevê, em uma primeira fase, a libertação de 33 reféns vivos — mulheres, crianças, idosos e doentes — durante uma trégua de 40 dias, em troca de centenas de prisioneiros de segurança palestinos, conforme noticiado.


De acordo com o texto da oferta divulgado, as negociações indiretas entre Israel e o Hamas recomeçariam no 16º dia da trégua, a fim de estabelecer um acordo para restaurar a calma sustentável no enclave durante a segunda e terceira fases do acordo.


O comunicado e sua repercussão acontecem no dia que as Forças de Defesa de Israel (FDI) começaram a pedir aos palestinos que estão em Rafah a se deslocarem para Khan Yunis e Al-Mawasi em preparação para um ataque militar iminente.


Fonte: Agência Sputnik

コメント


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page