top of page

Brasil perde para Camarões por 1x0, mas passa em 1º no Grupo G

Atualizado: 3 de dez. de 2022

Pela quarta vez na história das Copas, nenhuma seleção terminou a fase de grupos com 100% de aproveitamento


por Edu Gomes

Brasil foi derrotado por 1x0 para Camarões, com gol de Vincent Aboubakar. Foto: Dylan Martinez/Agência Brasil

E o Brasil conheceu hoje (02) sua primeira derrota na Copa do Mundo de futebol masculino em 2022 no Catar. A seleção brasileira comandada pelo técnico Tite foi derrotada por 1x0 para Camarões, com gol de Vincent Aboubakar de cabeça aos 47 minutos do segundo tempo. O jogador camaronês, que já tinha cartão amarelo no momento do gol, acabou sendo novamente amarelado após tirar a camisa na comemoração, tendo resultado em sua expulsão.


A partida marcou também uma escrita histórica: nenhuma seleção concluiu a fase de grupos da Copa no Catar com 100% de aproveitamento. Apenas Brasil, França e Portugal entraram nessa terceira rodada com tais chances, já que haviam vencido suas respectivas partidas nas duas primeiras rodadas. Porém, os três selecionados foram para os jogos derradeiros em seus grupos com times reservas ou mistos. Com isso, acabaram derrotados: no grupo D, a França perdeu para a eliminada Tunísia por 1x0; no H, Portugal perdeu para a classificada Coreia do Sul por 2x1 (que, inclusive, será a próxima adversária do Brasil nas oitavas); e no grupo G, a seleção brasileira acabou derrotada por Camarões por 1x0, fechando os confrontos dessa fase de grupos.


Foi a quarta vez na história em que tivemos uma fase de grupos sem nenhum selecionado nacional vencendo todas as partidas. As outras edições da Copa em que tal fato ocorreu, foram nos anos de 1958 na Suécia, 1962 no Chile e 1994 nos Estados Unidos. Para os mais supersticiosos, em todas essas edições citadas, o Brasil acabou se tornando campeão mundial. Seria um presságio?


A verdade é que, abordando de forma mais específica e racional, na partida de hoje era de se esperar um jogo complicado por alguns motivos:


1- O técnico Tite, já com a classificação garantida e um primeiro lugar na chave encaminhado, optou por entrar com um time reserva. Por mais que o nível dos suplentes brasileiros seja elevado, é inegável que uma mudança de tantas peças em uma partida de Copa poderia se tornar um dificultador.


2- A seleção de Camarões, mesmo com chance remotas, ainda entrou em campo com possibilidades de classificação. Se conseguisse vencer o "time B" do Brasil e a Suíça não vencesse a Sérvia, poderia se classificar com 4 pontos. Porém, com a vitória suíça para cima dos sérvios por 3x2, a seleção camaronesa acabou encerrando sua participação no Catar com a honrosa terceira colocação no grupo G.


O jogo em si foi marcado por um domínio brasileiro, mas que não se materializou em chances de gol mais claras. Segundo dados do portal Sofascore, a seleção brasileira terminou a partida com média de 65% de posse de bola contra 35% dos camaroneses. Além disso, a equipe do técnico Tite arrematou 21 chutes contra o gol de Devis Epassy, enquanto a seleção africana efetivou sete chutes contra a meta brasileira. No geral, os números demonstram uma enorme superioridade da equipe brasileira. Porém na prática, o time B brasileiro teve bastante dificuldade para matar a partida contra Camarões.


Os destaques positivos ficaram, ao meu ver, pelo entrosamento dos jogadores de frente (Antony, Rodrygo e Martinelli), assim como pela boa atuação dos volantes, notadamente Fabinho, que substituiu a altura o titular absoluto Casemiro. Já nas laterais é de se destacar alguns pontos negativos, como o fato de Alex Telles ter se machucando e deixando alguns espaços na marcação, enquanto Daniel Alves apoiou menos do que poderia pelo lado direito, apesar de não ter ido mal na partida como um todo.


A verdade é que mesmo com um elenco qualificado, que na minha opinião é o mais forte dentre as trinta e duas seleções da Copa, a seleção sentiu a ausência dos titulares principais no jogo de hoje. Se por um lado Tite conseguiu poupar a maior parte de seus principais atletas para as oitavas de final, evitando riscos de novos cartões ou contusões, por outro interrompeu a sequência de jogos do time principal, algo fundamental em um torneio de tiro curto como a Copa do Mundo.


A seleção brasileira não sabia o que é perder desde a final da Copa América em julho de 2021, quando foi derrotada por 1x0 para a Argentina com gol de Di María. Desde então, foram 16 partidas de invencibilidade, até a derrota de hoje para Camarões.


Para os torcedores cariocas, notadamente os flamenguistas, um outro fator positivo ficou por conta das estreias de Éverton Ribeiro e Pedro, que entraram no decorrer do segundo tempo. Agora, com a exceção do terceiro goleiro Weverton, do Palmeiras, todos os outros 25 atletas do selecionado brasileira já atuaram na Copa do Catar.


O Brasil agora volta a jogar na próxima segunda (05) contra a Coreia do Sul pelas oitavas de final, às 16h (horário de Brasília). Apesar do tropeço, a seleção brasileira segue como uma das favoritas ao título e espera o retorno de Neymar e companhia para seguir em busca do tão sonhado hexa!




FICHA TÉCNICA


BRASIL 0 x 1 CAMARÕES

Local: Estádio Lusail, em Doha (Qatar)

Horário: 16h (de Brasília)

Árbitro: Ismail Elfath (EUA)

Assistente 1: Kyle Atkins (EUA)

Assistente 2: Corey Parker (EUA)

VAR: Alejandro Hernandez (Espanha)

Público: 85.986 pessoas


Cartões amarelos: Éder Militão e Bruno Guimarães (Brasil) e Tolo, Fai, Kunde e Aboubakar (Camarões)

Cartão vermelho: Aboubakar (Camarões)

Gol: Aboubakar, aos 47 minutos do segundo tempo


BRASIL: Ederson, Daniel Alves, Éder Militão, Bremer e Alex Telles (Marquinhos); Fabinho e Fred (Bruno Guimarães); Antony (Raphinha), Rodrygo (Everton Ribeiro), Martinelli e Gabriel Jesus (Pedro).

Técnico: Tite


CAMARÕES: Epassy, Fai, Wooh, Ebosse e Tolo; Anguissa, Kunde (Ntcham), Mbeumo (Toko Ekambi) e Ngamaleu (Mbekeli); Choupo-Moting e Aboubakar.

Técnico: Rigobert Song

Chamada Sons da Rússia5.jpg
ARTE 3 -banner master PATRI 450 300X250px TODA PALAVRA.jpg
banner master PATRI 450 728X90px TODA PALAVRA.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page