Homem que lançou bomba em ato de Lula é denunciado


O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da Promotoria de Justiça junto à 16ª Vara Criminal da Capital, denunciou o homem que arremessou uma bomba caseira durante um comício do Partido dos Trabalhadores, na última quinta-feira (07/07), na Cinelândia, Centro do Rio, com a presença do pré-candidato Luiz Inácio Lula da Silva. Ele irá responder pelo crime de explosão (art. 251), por expor a perigo a vida, a integridade física ou o patrimônio de pessoas. De acordo com relatos de testemunhas, o denunciado acendeu o pavio e arremessou o explosivo no meio do público presente no ato. A bomba consistia em uma garrafa PET contendo líquido e um pavio. A promotoria requereu, ainda, a manutenção da prisão de Andre Stefano para garantia da ordem pública. O MPRJ ressalta que "é importante que haja uma resposta dura a quaisquer atos que atentem contra a vida e a integridade física dos apoiadores de qualquer um dos possíveis candidatos, com o fim de coibir novos atos desta natureza, bem como o recrudescimento da violência física, à medida que o pleito se aproxima".

300X350px_Negra.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
728X90px (2).gif