Hubble captura imagem espetacular de galáxia espiral


NASA / Divulgação

Com milhões e milhões de quilômetros rodados no espaço, o telescópio Hubble, em serviço há mais de 30 anos, pode parecer 'velhinho', mas dá mostras de que continua em plena forma. As câmeras do equipamento registraram uma imagem inédita e espetacular da galáxia espiral NGC 3631, distante 53 milhões de anos-luz do planeta Terra, localizada na constelação da Ursa Maior.


O registro foi feito pelos instrumentos 'Wide Field Camera 3' e 'Advanced Camera for Surveys'. Na imagem, chama atenação a predominância das cores azul e laranja nos longos braços da espiral. De acordo com a NASA, essas cores representam alta ou baixa atividade térmica atrelada ao nascimento de estrelas. As áreas azuis representam os berçários de estrelas, e as mais escuras são formadas por gás e poeira.


“A formação de estrelas em galáxias em espiral se parece muito com um engarrafamento de carros em uma rodovia”, disse a NASA em um comunicado. “A matéria que se move mais devagar pelo disco espiral cria um engarrafamento, concentrando gases que formam estrelas e poeiras ao longo da parte mais interna dos braços. Esse ‘trânsito’ de matéria pode ficar tão denso que entra em colapso gravitacional, criando novos astros”.


O Hubble está em operação há mais de 30 anos. Hoje tem um companheiro de trabalho. O telescópio espacial James Webb, lançado no Natal de 2020, vem se posicionando e abrindo espelhos e lentes para ampliar a capacidade de observação no espaço mais distante.


“Galáxias como a NGC 3631 nos mostram como a matéria no universo se organiza em larga escala. A fim de entendermos a natureza e história do universo, cientistas estudam como essa matéria se organiza e como isso mudou dentro do período cósmico”, informou a NASA.


Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg