top of page

Incubadora de Empresas do BRICS assina acordos de cooperação

Empresários de oito países (Brasil, Rússia, China, Índia, África do Sul, Cazaquistão, Quirguistão e Uzbequistão) estiveram em Omsk para participar do formato presencial do Programa de Aceleração Internacional da "Incubadora de Empresas do BRICS". Os participantes apresentaram seus projetos a investidores com o objetivo de obter financiamento para o desenvolvimento e finalização. Eles também visitaram empresas de Omsk e estudaram a experiência da Universidade Técnica Estadual local na implementação de projetos tecnológicos e de ciência intensiva.

TV BRICS

Antes do encerramento do evento, os especialistas anunciaram as melhores propostas que serão apoiadas com assistência financeira e promoção adicional dos projetos. Entre os melhores estão os projetos na área da nanomedicina, odontologia, criação de equipamentos de tratamento de água, construção de casas econômicas e uma rede de cafeterias.


Os participantes ficaram muito entusiasmados com o formato do evento, o nível de organização, a hospitalidade de Omsk e seus colegas, com os quais começaram a desenvolver relacionamentos de longo prazo.


"Acredito que organizar o trabalho de tais plataformas não em Moscou ou São Petersburgo, mas em regiões como, por exemplo, Omsk, permite que nossos amigos dos países do BRICS ou da SCO mostrem que temos um belo país e que é possível desenvolvê-lo. Durante esses dias, conhecemos muitos projetos interessantes. É bom que os participantes do programa estejam pensando no futuro, trabalhando no campo da ecologia. Essas são iniciativas grandes e complexas que merecem ser exploradas em detalhes. Há mais projetos móveis, projetos de curto prazo. Como resultado, escolhemos várias startups que podemos colocar sob nossa proteção e planejamos ajudá-las a se desenvolver e crescer desde a ideia que tiveram até o produto final", compartilhou Samvel Harutyunyan, especialista da Incubadora de Empresas e Presidente do Conselho da Sociedade Civil Autônoma "Agência de Investimentos da Eurásia".


O trabalho da Incubadora de Empresas do BRICS terminou com a assinatura de meia dúzia de acordos de cooperação entre participantes e investidores, bem como diretamente entre empresários de diferentes países.


Na base da Universidade Técnica Estadual de Omsk foi criado o Conselho Internacional de investidores, composto por especialistas que participaram da Incubadora de Empresas do BRICS. Espera-se que o conselho monitore e identifique projetos inovadores promissores de autores entre os alunos e professores da universidade e os promova em nível regional, nacional e internacional. A atração de investimentos também será uma das funções do conselho.


"É ótimo que, no último dia da Incubadora de Empresas do BRICS, os participantes tenham tomado a iniciativa de realizar o próximo programa em 2024 em todos os países da associação. Já em setembro, estamos planejando realizar um comitê organizador on-line para preparar o evento do próximo ano", disse a diretora do programa, Tatiana Seliverstova.


A Incubadora de Empresas do BRICS foi organizada pelo Governo da Região de Omsk, pela Universidade Técnica Estadual de Omsk e pela Sociedade Civil Autónoma "Líderes da Cooperação Internacional". O programa também foi apoiado por uma subvenção da Agência Federal para Assuntos da Juventude (Rosmolodiozh) por meio do Concurso de Projetos para Jovens de toda a Rússia.


Fonte: TV BRICS

Kommentare


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page