Política de Bolsonaro ameaça Brasil na OCDE

Atualizado: 1 de mai. de 2020


Alexandre Moraes, do STF, suspendeu nomeação de diretor da PF, uma das ingerências apontada pela OCDE (ABr)

Os esforços para ingresso do Brasil na OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico), objetivo central da política externa brasileira, podem estar seriamente comprometidos pelas recentes interferências “incomuns” do presidente Jair Bolsonaro na autonomia de órgãos de combate à corrupção (Polícia Federal) e de fiscalização da Amazônia (Ibama). É o que informa, nesta quinta-feira (30), o colunista Jamil Chade, do UOL.

O colunista, correspondente internacional, se baseou na primeira versão de um levantamento que a entidade preparou sobre alguns dos principais temas envolvendo o Brasil, muito além da questão econômica. Entre elas, o combate à corrupção e meio ambiente. O documento – OECD Economic Survey of Brazil 2020 -, uma espécie de raio x do país, mostra uma preocupação clara sobre alguns dos principais temas envolvendo o Brasil e sugere “fortalecer a autonomia desses órgãos e isolá-los contra interferências políticas”.

Leia a coluna, na íntegra, aqui no link: https://noticias.uol.com.br/colunas/jamil-chade/2020/04/30/ocde-critica-interferencia-de-bolsonaro-em-luta-anti-corrupcao-e-amazonia.htm

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP