top of page

Insanidade governa conflito em Gaza, diz ministro dos Direitos Humanos

Atualizado: 9 de nov. de 2023


(Reprodução/Redes sociais)

O ministro dos Direitos Humanos e da Cidadania, Silvio Almeida, disse nesta quarta-feira (8) que o que está acontecendo na Faixa de Gaza é uma violação do direito humanitário internacional, e que pela primeira vez a comunidade internacional está assistindo a crimes de guerra ao vivo.


A declaração do ministro foi dada durante entrevista a emissoras de rádio durante o programa Bom dia, Ministro, do canal oficial do governo.


Silvio Almeida apontou que "a insanidade está governando o conflito entre Israel e o grupo extremista islâmico Hamas na Faixa de Gaza", onde, segundo ele, "estamos vivenciando pela primeira vez, acho, na história e ao vivo, crimes de guerra".


"A partir do momento em que se impede o acesso à energia elétrica e água, a partir do momento em que se bombardeia ambulâncias e campos de refugiados, estamos diante de uma situação que é inaceitável. Uma prática inaceitável. Assim como a gente não pode confundir grupos e o grupo Hamas especificamente com o povo palestino e a causa palestina, uma causa fundamental", pontuou.


Silvio Almeida reforçou que a Constituição brasileira repudia o terrorismo e preza a paz, o entendimento pacífico em conflitos e também a autodeterminação dos povos.


"Essa é a posição do governo brasileiro. É uma posição com a qual eu me alinho certamente. E é uma posição que está em linha também com aquilo que defendi durante toda a minha vida: a autodeterminação dos povos", cravou.


O ministro preconizou que o povo palestino tem direito e luta pela sua autodeterminação, assim como também o Estado de Israel existe e tem o direito de existir. "Mas o que foi praticado pelo grupo Hamas e o que faz o governo de Israel neste momento são inaceitáveis, e precisamos dar um basta nisso. Tem que haver um cessar-fogo", afirmou.



Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page