top of page

Instituições de ensino ganham prêmio por ações antirracistas

Atualizado: 3 de dez. de 2022

A Prefeitura de Niterói realizou a cerimônia de entrega do prêmio 'Adoilda Loretto da Trindade: Um Baobá de Cultura'. Essa é a primeira edição do evento, que aconteceu no Auditório do Caminho Niemeyer, na última terça-feira (29/11). A iniciativa visa o incentivo de práticas antirracistas no cotidiano escolar.

Foto: Alex Ramos / Prefeitura de Niterói

Escolas de educação pública ou privada de Niterói se inscreveram para participar do programa que concedeu o selo Minha Cor Tem Valor às unidades participantes e a premiação com certificação do prêmio Azoilda Loretto da Trindade para as quatro instituições de ensino que obtiveram as melhores avaliações. Foram elas: Naei Vila Ipiranga, Escola Municipal Anísio Teixeira, Escola Municipal Levi Carneiro e Escola Municipal Nossa Senhora da Penha.


O projeto foi desenvolvido pela Secretaria Municipal de Direitos Humanos (SMDH) por meio da Subsecretaria de Promoção da Igualdade Racial (Supir), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação. A primeira-dama, Christa Vogel Grael, que representou o prefeito Axel Grael, parabenizou a iniciativa.


“É um absurdo ainda termos que falar sobre racismo. É muito emocionante ver a luta desses educadores para estimular as práticas antirracistas nas escolas”, ressaltou.


O secretário de Direitos Humanos, Rafael Adonis, destacou a importância da iniciativa.


“Niterói não pode mais conviver com o racismo. Temos feito um trabalho de implementação de políticas públicas para a população negra. Nossa meta é termos cada vez mais escolas com projetos de ações antirracistas. O racismo na sociedade atual é inconcebível”, destacou.


A premiação leva o nome de uma importante intelectual e educadora negra. Azoilda Loretto da Trindade era reconhecida por ser uma das maiores ativistas do combate ao racismo. Para a subsecretária de Promoção da Igualdade Racial, Glória Ancelmo, a iniciativa estimulou e reconheceu o trabalho antirracista desenvolvido pelas escolas de Niterói.


“O evento de certificação das escolas foi um marco importante. Espero que em 2023, tenhamos muitas unidades para homenagear porque é urgente educar numa direção antirracista. A luta das mulheres, educadoras e dos homens que também educam, tem uma pauta fundamental: educar para a diversidade. Os currículos escolares não podem mais abrir mão dessa premissa”, enfatizou.


Todas as escolas participantes foram premiadas pelas boas práticas antirracistas nos currículos e atividades escolares cotidianas e receberam o selo “Minha Cor Tem Valor”. Foram elas: Naei Vila Ipiranga, Escola Municipal Anísio Teixeira, Escola Municipal Levi Carneiro, Escola Municipal Nossa Senhora da Penha, Escola Municipal Jacinta Medela, Umei Nina Torres, Escola Municipal Horácio Pacheco, Centro Gay Lussac, Umei Professora Regina Leite Garcia e Escola Municipal Professora Maria Felisberta Trindade.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói



300x250px.gif
728x90px.gif