Ipespe: Lula tem 44%; Bolsonaro, 32%; Ciro, 8% e Doria, 4%


(Agência PT/Agência Brasil)

Pesquisa XP/Ipespe divulgada nesta sexta-feira (20) aponta o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na liderança da corrida presidencial, com 44% das intenções de voto. O atual presidente Jair Bolsonaro (PL) tem 32%.

Lula e Bolsonaro têm a mesma pontuação em relação à pesquisa anterior do instituto, lançada em 13 de maio.

Em seguida estão o ex-ministro Ciro Gomes (PDT), com 8%, e o ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB), com 4%. O tucano oscilou um ponto para mais, dentro da margem de erro, de 3,2 pontos.

O deputado federal André Janones (Avante) e a senadora Simone Tebet (MDB) registraram 2%.

Os candidatos Felipe d’Avila (Novo), Vera Lúcia (PSTU) e Eymael (DC) não pontuaram ― mesmo que tenham sido mencionados, não chegaram a 1%.

Luciano Bivar (União Brasil) não foi incluído no resultado final da pesquisa. Apesar de estar no questionário aplicado, ele não foi citado por nenhum respondente. Nos últimos dois levantamentos do Ipespe, ele não pontuou.

Brancos, nulos ou que não votariam em nenhum dos candidatos somam 6%. Indecisos representam 2% dos entrevistados.

Confira os cenários e as porcentagens estipuladas de cada candidato:

Primeiro turno

Intenção de voto estipulada para presidente:

Lula – 44%

Bolsonaro – 32%

Ciro Gomes – 8%

Doria – 4%

Janones – 2%

Tebet – 2%

Felipe d’Avila – 0%

Vera – 0%

Eymael – 0%

Luciano Bivar – *

Branco/Nulo – 6%

Indecisos – 2%


Segundo turno

Intenção de voto estipulada para presidente:

Cenário 1

Lula – 53%

Bolsonaro – 34%

Branco/Nulo/Não votaria/Indecisos – 13%

Cenário 2

Lula – 53%

Ciro Gomes – 25%

Branco/Nulo/Não votaria/Indecisos – 22%

Cenário 3

Lula – 54%

Doria – 20%

Branco/Nulo/Não votaria/Indecisos – 26%

Cenário 4

Ciro Gomes – 44%

Bolsonaro – 40%

Branco/Nulo/Não votaria/Indecisos – 16%

Cenário 5

Bolsonaro – 40%

Doria – 38%

Branco/Nulo/Não votaria/Indecisos – 22%


Metodologia

Foram ouvidas 1.000 pessoas por telefone entre 16 e 18 de maio. A pesquisa, encomendada pela XP Investimentos, foi registrada na Justiça Eleitoral com o número BR-08011/2022. A margem de erro máximo estimada é de 3,2 pontos percentuais para mais ou para menos, com um intervalo de confiança de 95,5%. Ou seja, se 100 pesquisas fossem realizadas, ao menos 95 apresentariam os mesmos resultados dentro desta margem.

Os percentuais que não totalizam 100% são decorrentes de arredondamento ou de múltiplas alternativas de resposta.


Fonte: IG

300x250px.gif
728x90px.gif