top of page

Israel continua ofensiva contra Gaza com epicentro em Khan Yunis




Ramallah (Prensa Latina) - O exército israelense continuou hoje seus ataques contra a cidade de Khan Yunis e outras áreas da Faixa de Gaza, onde são relatados numerosos mortos e feridos entre a população civil.

Pelo menos seis pessoas morreram e outras ficaram feridas depois que caças e artilharia bombardearam Khan Yunis, informou a agência de notícias oficial palestina Wafa.

Sobre a cidade, também operam helicópteros e drones israelenses, observou o meio de comunicação.

Destacou que vários projéteis caíram nas proximidades do Hospital Nasser, que está sitiado há semanas pelas forças do país vizinho.

As autoridades palestinas acusaram ontem os militares de invadirem o complexo e forçarem o pessoal médico, refugiados e pacientes a abandoná-lo, mas Israel negou esta afirmação.

Wafa denunciou que os soldados explodiram uma praça localizada no centro de Khan Yunis, epicentro de uma ofensiva terrestre desde o final do ano passado no âmbito da campanha de guerra ordenada pelo primeiro-ministro Benjamin Netanyahu.

A mídia palestina relatou dezenas de feridos em um bombardeio contra uma casa no bairro de Daraj, ao leste da Cidade de Gaza, localizado no norte do país.

Houve também vítimas mortais num incidente semelhante ocorrido em várias áreas daquela cidade, incluindo os bairros de Zeitoun e Al-Rimal.

Perto dali, no campo de refugiados de Jabalia, o hospital Al-Awda e uma área ao redor da mesquita Dawa, ao norte do campo de refugiados de Nuseirat, foram atacados.

Ontem à noite, pelo menos 11 cidadãos foram mortos e outros ficaram feridos após um bombardeamento contra uma casa na cidade de Deir al-Balah, no centro da Faixa de Gaza.

Comentários


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page