ISS: Aumento na arrecadação sinaliza retomada em Niterói

A quarta edição do Boletim de Movimento Econômico da Secretaria Municipal de Fazenda de Niterói (SMF) apresentou a arrecadação consolidada anual de ISS (Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza) no município. O imposto apresentou forte alta em 2021 e registrou um aumento na arrecadação de 31,1% em comparação com o ano de 2020. Só em 2021, o município arrecadou mais de R$ 360 milhões com o ISS.

Divulgação

Dentre os seis setores que mais contribuíram para a arrecadação do imposto na cidade durante o ano de 2021, “Atenção à Saúde Humana” foi o que mais recolheu ISS para os cofres municipais no período analisado: cerca de R$ 55 milhões. Em segundo lugar está o setor “Naval / Óleo e Gás”, que arrecadou cerca de R$ 31 milhões de ISS.


O prefeito de Niterói, Axel Gael, destacou que o resultado traz excelentes perspectivas para a cidade.


"Vivenciamos um momento importante de crescimento da arrecadação do ISS, superior a 30%. Este resultado sinaliza a retomada econômica após a crise da pandemia e se deve também a políticas de preservação de empregos adotadas nos anos de 2020 e 2021. O ISS é um imposto fundamental para a preservação da autonomia dos municípios. Estamos otimistas com sua performance para os próximos anos, com perspectiva de crescimento sustentado acima da inflação”, comentou Axel Grael.


Emissão de NFS-e registra aumento de 22,6%


A quarta edição do Boletim também trouxe dados relativos ao 4º trimestre de 2021 em comparação com o mesmo período de 2020 e 2019. De acordo com o documento, o número de emissões de Notas Fiscais de Serviço Eletrônicas (NFS-e) aumentou 22,6% em comparação ao mesmo período de 2019. Só em dezembro de 2021, foram emitidas cerca de 670 mil notas fiscais em Niterói. Nesse mês, o volume total de operações diárias, considerando todos os segmentos econômicos, alcançou uma média de 21.601 documentos emitidos.


“Tivemos em dezembro o melhor resultado da história em termos de emissão de notas fiscais no município. Entendemos que este número recorde é resultado do fortalecimento de atividades tradicionais da cidade, representadas pelo cluster naval e de saúde, bem como pelo crescimento de setores como o de tecnologia da informação, cada vez mais relevante para a economia de Niterói. Além disso, a emissão de notas sinaliza o compromisso da população com a exigência dos documentos fiscais e a colaboração das empresas no cumprimento de suas obrigações”, destacou a secretária de Fazenda de Niterói, Marilia Ortiz.


De acordo com a Secretaria de Fazenda, o trabalho é resultado de uma pesquisa econômica interna e apresenta de forma analítica os principais indicadores relativos à arrecadação do ISS e à emissão de notas fiscais no município, nos mais variados setores da cidade.


“O Boletim de Movimento Econômico é uma ferramenta muito interessante para obtermos informações qualificadas a respeito da atividade econômica do município. Estas informações ajudam a identificar prioridades de atuação da Secretaria Municipal de Fazenda, seja em suas atividades fiscalizatórias, seja em medidas de fomento e estímulo”, explicou o subsecretário de Receitas da SMF, Juan Rodrigues.

Reprodução

Setores que mais emitiram NFS-e em Niterói


Dentre as 15 áreas que mais emitiram Nota Fiscal Eletrônica no quarto trimestre de 2021, o setor “Atividades de prestação de serviços de informação” teve um aumento de 81% na comparação com o mesmo período de 2020. Este setor compreende as atividades que envolvem serviços de TI, informática, internet e provedores.


Na sequência do ranking, em segundo lugar, está o setor de “Atividades dos serviços de tecnologia da informação” com aumento de 48%. Em terceiro lugar, ficou o setor de “Atividades esportivas e de recreação e lazer” com 39%.


Centro, Icaraí e Ilha da Conceição são os destaques na análise por bairros


O Boletim de Movimento Econômico também apresentou os sete bairros de Niterói que mais emitiram Notas Fiscais de Serviço durante o quarto trimestre de 2021. O Centro foi o bairro que mais emitiu NFS-e no período analisado: cerca de 900 mil notas fiscais. Na sequência está Icaraí, com cerca de 370 mil notas fiscais emitidas.


O documento também apresentou a análise dos sete bairros que mais arrecadaram ISS durante o quarto trimestre de 2021. O Centro lidera o ranking com mais de R$ 26 milhões arrecadados. Na segunda posição está a Ilha da Conceição que arrecadou cerca de R$ 13 milhões, com destaque para o setor “Atividades de apoio à extração de minerais”.


A quarta edição do Boletim de Movimento Econômico da Secretaria Municipal de Fazenda de Niterói está disponível para download (clique aqui).


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg