João Santana volta à política como estratégia do PDT


O pré-candidato Ciro Gomes, o marqueteiro João Santana e o presidente do PDT, Carlos Lupi (Reprodução)

O marqueteiro João Santana está de volta à cena política. Ele foi contratado pelo PDT para assumir o comando da comunicação do partido e possivelmente da campanha presidencial de Ciro Gomes. O acerto, noticiado pelo Globo nesta sexta-feira (23), foi selado em uma viagem do pré-candidato pededista e do presidente do partido, Carlos Lupi, à Bahia nesta quinta-feira.

"É uma preliminar. Tenho esperança que ele aceite participar da campanha", afirmou Lupi, citado na reportagem, informando o salário de R$ 250 mil mensais de Santana, por um ano de contrato, para cuidar da imagem, além do partido, também dos candidatos a governador pelo PDT.

Santana foi preso em 2016 e condenado, um ano depois, pelo então juiz Sergio Moro a oito anos e quatro meses de prisão por crime de lavagem de dinheiro. Em delação premiada, o marqueteiro afirmou que tinha uma conta não declarada na Suíça, onde eram depositados pagamentos de campanhas realizadas por sua empresa por meio de caixa dois. Santana, que agora cumpre pena em regime aberto, cumpriu prisão domiciliar até outubro do ano passado.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg