top of page

Jovens da 2ª edição do EcoSocial têm primeiro dia de aulas

Foi dada a largada. Nesta terça-feira (1/11), cerca de 500 jovens matriculados no Programa Niterói Jovem EcoSocial II, assistiram às primeiras aulas dos cursos. Iniciativa da Prefeitura de Niterói – por meio da Secretaria Municipal de Participação Social – e da Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro (Firjan), o programa tem como objetivo oferecer capacitação profissionalizante, desenvolver habilidades sociais e realizar formações nos territórios.

Foto: Alex Ramos / Prefeitura de Niterói

“Hoje foi mais um dia muito importante para o projeto Niterói EcoSocial, em que tivemos a aula de ambientação e esclarecimentos sobre o início do projeto. A partir de agora, eles começam a parte de nivelamento do conhecimento e as aulas teóricas dos cursos. Muito orgulho em poder colaborar com a formação e capacitação desses jovens com visão ambiental e sustentável”, comemora o secretário municipal de Participação Social, Anderson Pipico.


As aulas aconteceram no Serviço Social da Indústria (Sesi) e no Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai) de Niterói. O programa tem previstas atividades para 19 meses de formação profissional e social. As aulas acontecerão de segunda a sexta-feira, sendo três dias da semana na unidade Senai Niterói Barreto e Sesi Niterói e dois dias em comunidades do município definidas no edital para a aplicação de ações na área de meio ambiente


São 13 os cursos oferecidos: de Padeiro, Confeiteiro, Operador de Suporte Técnico em TI, Desenvolvedor de Aplicativo, Assistente de Marketing Digital, Eletricista Instalador Residencial, Mecânico de Refrigeração Doméstica, Mecânico de Motos Ciclo Otto, Mecânico de Motocicletas, Auxiliar de Operações Logísticas, Agente de Reflorestamento, Agente de Saneamento e Assistente Administrativo.


O EcoSocial contempla nesta edição moradores de 24 territórios, entre os quais Bonsucesso, Beira da Lagoa, Boa Esperança, Jacaré, Rio do Ouro, Várzea das Moças, Maria Paula, Fazendinha, Praia Grande, Morro da Penha, Teixeira de Freitas, Caranguejo, Juca Branco, Coreia, Coronel Leôncio, Travessas, Nova Brasília, Buraco do Boi, Pátio Leopoldina, Morro da Ilha da Conceição, Boa Vista, São Lourenço, Vintém e Zulu (Santa Rosa).


Sobre o programa


Lançado em 2019, o Niterói Jovem EcoSocial é um programa desenvolvido pela Prefeitura de Niterói, por meio da Secretaria Municipal de Participação Social, que visa promover a inclusão social de jovens em situação de vulnerabilidade social, com idades entre 16 e 24 anos, de forma qualificada, buscando desenvolver habilidades sociais e competências profissionais, por meio de capacitação técnica profissionalizante, elevando o potencial de empregabilidade dos participantes.


Os jovens passam por um curso de capacitação na Firjan e posteriormente, fazem atividades de campo nas áreas de reflorestamento; ações preventivas a queimadas e sinalização de trilhas da cidade, entre outras, com remuneração e auxílio transporte.


O Jovem EcoSocial faz parte do Pacto Niterói contra a Violência e do plano Niterói 450, que prevê investimentos de cerca de R$ 2 bilhões na cidade até 2024. O plano tem os eixos Saúde, Educação, Centro, Zona Norte, Clima e Resiliência, Sustentabilidade e Comunidades, e prevê obras que prometem gerar empregos e incentivar a retomada econômica na cidade.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page