Julgamento de Nuremberg: há 75 anos


(Na foto acima, os acusados, na primeira fila da esquerda para a direita: comandante em chefe da Força Aérea da Alemanha nazista, marechal do Reich Hermann Goring; o assessor de Adolf Hitler na direção do partido nazista Rudolf Hess; o ministro das Relações Exteriores Joachim von Ribbentrop e chefe do Estado-Maior Supremo das Forças Armadas, Wilhelm Keitel.

Na segunda fila, da esquerda para a direita: almirante da frota do Terceiro Reich Karl Donitz, comandante da Marinha Erich Raeder, chefe da Juventude Hitlerista e gauleiter de Viena Baldur von Schirach, chefe das deportações compulsivas de mão-de-obra dos territórios ocupados ao Reich Fritz Sauckel)

Os julgamentos de Nuremberg começaram em 20 de novembro de 1945 e duraram quase um ano, criando um precedente na Justiça com procedimento judiciário contra altos funcionários de um Estado por tribunal internacional. São marcos da História para não serem esquecidos, para que nunca mais se repitam.

Os julgamentos de Nuremberg decorreram de 20 de novembro de 1945 a 1º de outubro de 1946, depois da Segunda Guerra Mundial.

Durante o julgamento, o grupo de ex-líderes do Terceiro Reich foi acusado dos crimes perante o Tribunal Militar Internacional, composto de oito juízes, representando quatro países dos Aliados da Segunda Guerra Mundial (EUA, URSS, Reino Unido e França).

Registro de acusações continha quatro pontos: crimes contra a paz, crimes contra a humanidade, crimes de guerra e conspiração para cometer estes crimes.

O processo contra 24 nazistas terminou com diversas sentenças de morte, penas de prisão e três absolvições.


Julgamentos de Nuremberg, chamados de "Julgamento da História", duraram quase 1 ano, até 1º de outubro de 1946

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg