Justiça autoriza viagem de Temer a Beirute


A Justiça Federal autorizou a viagem do ex-presidente Michel Temer ao Líbano para atuar em uma missão do governo brasileiro que busca ajudar o país após a explosão em Beirute que deixou 150 mortos e cerca de quatro mil pessoas feridas. A autorização para a viagem ocorre num momento em que o país asiático vive também um momento de grande crise política, com as manifestações populares no último sábado que resultaram a renúncia do primeiro-ministro Hassan Diab e de vários de seus ministros na segunda-feira (10).

A autorização foi dada pelo juiz Marcelo Bretas, da 7ª Vara Federal Criminal do Rio de Janeiro, que prevê que Temer viaje entre os dias 12 e 15 de agosto. A autorização se tornou necessária porque o ex-presidente é réu em duas ações penais, acusado de corrupção, e está impedido de viajar para o exterior.

Bolsonaro havia oficializado a viagem do ex-presidente e de mais 12 pessoas em missão de ajuda ao Líbano através de uma publicação extra no Diário Oficial da União desta segunda-feira (10).

Temer é filho de libaneses. Vão fazer parte da missão, além dele, o presidente da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Paulo Skaf, os senadores Nelsinho Trad (PSD-MS) e Luiz Osvaldo Pastore (MDB-ES), o secretário de Assuntos Estratégicos da Presidência, almirante Flávio Viana Rocha, o general Carlos Sydrião Ferreira e o diplomata Kenneth da Nóbrega.

Elsinho Mouco

A lista da missão a Beirute inclui ainda o marqueteiro do ex-presidente Michel Temer, Elsinho Mouco. O publicitário fez parte da campanha do ex-candidato a presidente Henrique Meirelles, do MDB, e no segundo turno pediu votos para Jair Bolsonaro (PSL) nas redes sociais. “Depois de chamar o meu candidato, Henrique Meirelles, no primeiro turno, agora é reta de chegada. Agora, é hora de chamar o Jair Bolsonaro”, disse Elsinho na ocasião.

Michael Pereira Flores, Ronaldo da Silva Fernandes, Luciano Ferreira da Sousa, Sebastião Ruiz Silveira Júnior e Marcelo Ribeiro Haddad completam a relação, de acordo com o decreto do presidente Jair Bolsonaro publicado em edição extra do Diário Oficial da União nesta segunda-feira (10).

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg