top of page

Justiça determina prisão de PMs envolvidos na morte de menino da CDD


(Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil)

A Justiça do Rio de Janeiro decretou nesta quarta-feira (6), a prisão preventiva dos quatro policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar, denunciados por crimes militares relacionados à morte do adolescente Thiago Menezes Flausino, de 13 anos, ocorrida no dia 7 de agosto, na Cidade de Deus.


Segundo a denúncia, os policiais Roni Cordeiro de Lima, Diego Pereira Leal, Aslan Wagner Ribeiro de Faria e Silvio Gomes dos Santos, presos na quarta-feira (6), cometeram o crime de fraude, pois apresentaram uma pistola e munição, atribuindo à vítima Thiago Menezes Flausino.


Além disso, estavam em carro particular quando perseguiram a moto em que Thiago estava na garupa e o atingiram com três tiros. Ainda disseram em depoimento, que Thiago trocou tiros com eles e “plantaram” a pistola no local do crime. A vítima morreu na hora.


Na época do crime, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se manifestou incisivamente durante uma cerimônia no Rio de Janeiro e cobrou diretamente do governador do Rio, Cláudio Castro providências sobre a morte do adolescente.


A denúncia foi feita pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio da 2ª Promotoria de Justiça junto à Auditoria Militar.


O policial Diego Geraldo de Souza foi denunciado por prevaricação e fraude processual por omissão, tendo sido afastado da função pública. Segundo a denúncia, ele omitiu-se diante do dever de vigilância sobre seus comandados, autorizando que eles atuassem de modo irregular na localidade, utilizando veículos e drones particulares durante a ação. A prisão foi decretada pelo juízo da Auditoria de Justiça Militar, que recebeu a denúncia.


O MPRJ ressalta que segue em andamento a investigação relativa ao homicídio propriamente dito, conduzida pela Promotoria de Justiça de Investigação Penal e pela Delegacia de Homicídios da Capital (DHC).


Por meio de nota, a Secretaria de Estado de Polícia Militar informou que os quatro policiais militares indiciados no processo que apura a morte do adolescente Thiago Flausino, na madrugada de 7 de agosto, na Cidade de Deus, apresentaram-se na 4ª Delegacia de Polícia Judiciária Militar nesta quarta-feira (6), para o cumprimento de mandado de prisão, baseada no pedido da Corregedoria da corporação.


Os quatro policiais serão encaminhados para a Unidade Prisional da Polícia Militar após o término dos trâmites administrativos da prisão.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page