top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Livro de sociólogo revela o embate da Globo contra os Cieps

O sociólogo e mestre em educação pela UFRRJ/PPGEduc, André Lemos, realizou uma ampla pesquisa sobre a ação empreendida nos anos 1980 pela mídia corporativa, em especial os veículos do Grupo Globo, contra os Cieps (Centros Integrados de Educação Pública) no Rio de Janeiro. O estudo "Globo versus Ciep: o embate!" se transformou em livro e será publicado em julho pela Editora Apparte, com previsão de lançamento no Rio e em São Paulo.

O autor iniciou uma campanha de financiamento coletivo pelo Catarse (clique aqui), que termina nesta quarta-feira (17/4), com o objetivo de arrecadar R$ 7 mil para os custos de produção e impressão, mas os interessados também podem comprar a obra antecipadamente via Pix.


De acordo com André Lemos, o ensaio é uma análise sociológica do comportamento crítico do Grupo Globo (antes Organizações Globo), ao Primeiro Programa Especial de Educação dos Centros Integrados de Educação Pública (I PEE - CIEP), implantado no primeiro governo de Leonel Brizola (1983-1987).


Essa ação contrária ao projeto, levada a cabo principalmente pelo jornal O Globo, se manifestou em nada menos que 1.543 notícias, entre julho de 1984 e março de 1987, na ampla maioria de cunho negativo, alimentadas por um exército de formadores de opinião de oposição — articulistas, colunistas, etc. — ao programa popular de ensino.


Idealizados por Darcy Ribeiro, então vice-governador e secretário estadual de Ciência e Cultura do primeiro governo de Leonel Brizola, e projetados pelo arquiteto Oscar Niemeyer, os Cieps concretizaram a proposta de ensino público em horário integral, "onde as crianças brincavam, estudavam e faziam esportes”, como dizia à época o próprio Darcy.


"As críticas da Globo se conflagraram como um embate, gerando um conflito de repercussão política que promoveu o desgaste do referenciado ensino integral, que foi o Ciep", explica o sociólogo.


Aos interessados em participar do financiamento coletivo, a contribuição por livro é de R$ 45; dois por R$ 80; e três por R$ 120. Para instituições e entidades que queiram contribuir e apoiar de forma parcial, a proposta é de que a partir de R$ 500 estarão registradas nos agradecimentos e receberão 10 (dez) exemplares. A partir de R$ 1 mil, terão os logotipos registrados como apoio e receberão 20 (vinte) exemplares.


As compras antecipadas via Pix podem ser feitas diretamente com o autor e o telefone de contato está na página do Catarse.


Comments


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page