Lula avalia que FHC não é do campo democrático


Ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) faz exercícios com luva de boxe

Uma das razões que levaram o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a não assinar o manifesto "Juntos" (pela democracia) é a participação do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, segundo informa a colunista Mônica Bergamo nesta terça-feira (2) na Folha de S. Paulo. De acordo com a publicação, Lula avalia que nem FHC nem Michel Temer fazem parte do "campo democrático" no Brasil. "Mágoas com FHC e Temer fazem Lula rejeitar união em manifestos contra Bolsonaro. Petista tem dito a interlocutores que não considera mais que os dois, que apoiaram o impeachment de Dilma Rousseff, são democratas. Lula já vinha recusando convites para participar de debates e eventos com os ex-presidentes Fernando Henrique Cardoso e Michel Temer", escreveu Mônica.

Numa sequência de posts no Twitter, Lula explicou outros motivos:

“Volto a dizer: não dá pra aceitar a ideia de que o Bolsonaro é resultado de um processo amplamente democrático. Ele é resultado de um processo que se deu desde a cassação de uma presidenta sem crime. Agora perceberam que o troglodita que eles elegeram não deu certo”, postou o ex-presidente.

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

1/3
300x250px - para veicular a partir do di
Leia também: