top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Lula critica PM do Rio por morte de menino de 13 anos


De frente para o governador Cláudio Castro, Lula discursa contra a morte de Thiago, de 13 anos (Reprodução)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva, criticou nesta quinta-feira (10) a morte de inocentes por policiais. Em cerimônia no Rio de Janeiro, ele afirmou que pobres não podem ser confundidos com criminosos. Lula se referia especialmente à morte do menino Thiago Menezes, de 13 anos, na Cidade de Deus, na última segunda-feira (7).


"O povo da periferia precisa ser tratado com respeito para que nunca aconteça o que aconteceu com um menino que foi assassinado por um policial despreparado", disse Lula.


"A gente não pode culpar a polícia, mas a gente tem que dizer que um cidadão que atira num menino que já estava caído é irresponsável e não estava preparado do ponto de vista psicológico para ser policial."


Segundo Lula, o governador e o presidente precisam trabalhar juntos para criar condições para que a polícia seja eficaz no combate ao crime. "Mas, ao mesmo tempo, essa polícia tem que saber diferenciar o que é um bandido do que é um pobre que anda na rua", disse o presidente, que estava no mesmo palco do governador fluminense Cláudio Castro, durante evento na zona oeste da cidade.

O adolescente foi morto durante operação policial na Cidade de Deus, na zona oeste do Rio. Segundo relato do tio, Hamilton Bezerra Flausino, Thiago teria sido executado por um policial militar quando já estava caído no chão. A morte de Thiago revoltou moradores, que protestaram e entraram em confronto com a polícia na região. Na quarta-feira (9), após a Defensoria Pública do Rio ingressar com uma ação na Justiça, a Polícia Militar apagou de suas redes sociais um texto em que classificava Thiago como bandido.


Com informações da Agência Brasil

Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page