top of page

Lula decide manter Daniela Carneiro no Ministério do Turismo


(Foto: Divulgação/Ministério do Turismo)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva decidiu manter no cargo a ministra do Turismo, Daniela Carneiro. A informação foi confirmada nesta terça-feira (13) pela Secretaria de Comunicação do Palácio do Planalto, após uma reunião do presidente com a ministra na qual também esteve presente seu marido, o prefeito de Belford Roxo, Waguinho (Republicanos).


Lula convocou uma reunião ministerial para a próxima quinta-feira (15) para fazer um balanço das ações feitas nas pastas e cobrar pressa dos ministros. Em transmissão ao vivo nas redes sociais nesta terça-feira, o presidente disse que não há mais tempo a perder no governo.


"Temos que levantar de manhã trabalhando, parar de trabalhar o mais tarde possível da noite e, no dia seguinte, levantar cedo outra vez", declarou o presidente. "Nada de ter medo de cara feia, de ficar colocando dificuldade. Dificuldade existe para a gente vencer.", acrescentou.


Nessa segunda-feira (12), o ministro das Relações Institucionais, Alexandre Padilha, disse que o partido União Brasil queria reavaliar as indicações da legenda para cargos do primeiro escalão do governo de Luiz Inácio Lula da Silva.


“Está na pauta, o partido União Brasil vem apresentando o desejo de reformulação da representação de seus três ministros indicados. É absolutamente natural que um partido queira apresentar isso”, afirmou Padilha, que é responsável pela coordenação política do governo, em declaração à imprensa.


O União Brasil, partido com uma das maiores bancadas na Câmara dos Deputados (59 parlamentares), indicou, durante o processo de montagem do governo, a ministra do Turismo, Daniela Carneiro, que está de saída da legenda, em meio a divergências internas. A previsão é que o partido indique o deputado Celso Sabino, do Pará, para substitui-la no cargo.


Além de Daniela, o partido indicou o ministro da Integração e Desenvolvimento Regional, Waldez Góes, próximo ao senador Davi Alcolumbre (União-AP), e o ministro das Comunicações, Juscelino Filho, que veio da base do partido na Câmara.

Comments


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page