top of page

Lula faz apelo em defesa de crianças israelenses e palestinas


(Foto: Ricardo Stuckert/PR)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva publicou, na manhã desta quarta-feira (11), na rede social X (antigo Twitter), um apelo ao secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, e à comunidade internacional, em defesa das crianças palestinas e israelenses.


"Quero fazer um apelo ao secretário-geral da ONU, António Guterres, e à comunidade internacional para que, juntos e com urgência, lancemos mão de todos os recursos para pôr fim à mais grave violação aos direitos humanos no conflito no Oriente Médio", escreveu Lula.


Para o presidente, são urgentes uma intervenção humanitária internacional e, também, o cessar fogo em defesa das crianças israelenses e palestinas.


Na postagem, o presidente Lula diz, ainda, que o grupo Hamas [Movimento de Resistência Islâmica] precisa libertar as crianças israelenses sequestradas de suas famílias. No mesmo texto, o presidente brasileiro diz também que é necessário que Israel cesse o bombardeio na Faixa de Gaza, para que as crianças palestinas e as mães delas deixem este território palestino que faz fronteira com o Egito.


Por fim, Lula diz que o Brasil, na presidência provisória do Conselho de Segurança da ONU, neste mês de outubro, vai trabalhar pela paz e se juntará aos esforços para que cesse de imediato e em definitivo o conflito. "[O Brasil] continuará trabalhando pela promoção da paz e em defesa dos direitos humanos no mundo".

Elogio do secretário-Geral da ONU

O secretário-geral da Organização das Nações Unidas (ONU), António Guterres, entrou em contato com o representante do Brasil na entidade, Sérgio Danese, para elogiar a iniciativa do presidente Lula (PT), ao fazer apelo a Israel e ao grupo palestino Hamas pela segurança de mulheres e crianças e por uma intervenção humanitária internacional na região de conflito.


De acordo com o g1, o Palácio do Planalto informou que Guterres se colocou à disposição para fazer uma apresentação ao Conselho de Segurança da ONU, agora presidido pelo Brasil, sobre a situação humanitária em Gaza.


Itamaraty pede apoio do Egito

Também nesta quarta-feira (11), o ministro das Relações Exteriores, Mauro Vieira, entrou em contato com seu homólogo egípcio, Sameh Shoukry.


O chanceler brasileiro pediu apoio da administração egípcia para facilitar a passagem de ônibus em Rafah depois que o posto fronteiriço, por onde os ônibus com os brasileiros tem que passar, foi alvo de bombardeios da Força Aérea Israelense, conforme noticiado.


Número de mortos no confronto chega a 2,2 mil. Uma brasileira está desaparecida e dois foram declarados mortos. Tel Aviv confirmou hoje (11) que entre os reféns do Hamas estão brasileiros.


Com informações da Agência Brasil

Комментарии


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page