top of page

Lula: impeachment de Castillo no Peru foi constitucional


(Foto: Ricardo Stuckert)

O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) se posicionou diante dos acontecimentos políticos do Peru desta quarta-feira (7), que culminaram na deposição de Pedro Castillo, então presidente do país.


Em um comunicado divulgado no seu site oficial, o petista afirmou que acompanhou "com preocupação" os fatos que levaram ao impeachment de Castillo. Além disso, Lula afirmou que a América do Sul precisa de "tolerância" para resolver seus verdadeiros problemas.


"É sempre de se lamentar que um presidente eleito democraticamente tenha esse destino, mas entendo que tudo foi encaminhado no marco constitucional. O que o Peru e a América do Sul precisam neste momento é de diálogo, tolerância e convivência democrática, para resolver os verdadeiros problemas que todos enfrentamos", escreveu.


Lula também afirmou que o seu governo, que terá início em janeiro de 2023, trabalhará para reconstruir a "integração regional". O líder eleito também desejou um bom governo a Dina Boluarte, nova presidente peruana.


"Espero que a Presidenta Dina Boluarte tenha êxito em sua tarefa de reconciliar o país e conduzi-lo no caminho do desenvolvimento e da paz social. Espero que todas as forças políticas peruanas trabalhem juntas, dentro de uma convivência democrática construtiva, a única forma capaz de trazer paz e prosperidade ao querido e fraterno povo peruano", ressaltou.


Deposição de Pedro Castillo

O Congresso do Peru aprovou o impeachment do presidente Pedro Castillo por "incapacidade moral" , na tarde desta quarta-feira (7). Mais cedo, o mandatário havia anunciado a dissolução do Congresso, além de ter declarado "estado de emergência" em todo o território .


Castillo também foi preso. O líder deixou o Palácio do Governo e foi para a sede da prefeitura, na Avenida España, onde foi detido. A decisão de destituir Castillo se deu após 101 votos favoráveis, 6 contra e 10 abstenções.


A então vice-presidente, Dina Boluarte, assumiu o cargo na tarde de hoje. Ela fez o juramento no Congresso após receber as honras de José Williams Zapata, presidente da Câmara do Peru.


Ela pediu, no seu discurso, que o povo peruano fique unido. Além disso, aela afirmou que vai agir junto ao Ministério Público peruano para acabar com as máfias que atuam dentro do governo.


Fonte: IG

300x250px.gif
728x90px.gif