Mísseis Kalibr destroem na Ucrânia armas dos EUA e Europa


(Foto: Sputnik/Denis Abramov)

Mísseis de cruzeiro Kalibr de baseamento naval destruíram na região de Zhitomir grande quantidade de armas e equipamentos militares fornecidos às tropas ucranianas pelos EUA e Europa, informou neste sábado (21) o Ministério da Defesa da Rússia.

Nas últimas 24 horas meios de defesa antiaérea russos derrubaram uma aeronave de ataque ao solo ucraniana Su-25 na região de Kherson, 14 veículos aéreos não tripulados e oito projéteis do sistema múltiplo de foguetes Smerch, informou o major-general Igor Konashenkov, representante oficial do Ministério da Defesa russo.

Artilharia e forças de mísseis da Rússia eliminaram 77 postos de comando dos militares ucranianos, 43 subunidades de artilharia e morteiros, dez depósitos de munições, um sistema de defesa antiaérea Buk-M1 e duas baterias de sistemas múltiplos de foguetes Grad, além disso foram atingidas 602 áreas de concentração de militares e equipamentos do adversário.

Além do mais, "[…] na região de Odessa, na área do lago Sasik, foi atingido um campo de treinamento de forças de operações especiais do Exército da Ucrânia junto com o seu pessoal", disse Konashenkov.

O major-general também informou que a aviação de caças da Rússia derrubou em um combate aéreo perto de povoado de Belitskoe, na República Popular de Donetsk (RPD), um jato Su-25 ucraniano.

"Aviação tático-operacional e do Exército atingiu quatro postos de comando, 47 áreas de concentração de tropas e equipamentos militares das Forças Armadas ucranianas, destruindo também um depósito com munições na área de Drobyshevo [na república de Donetsk]", disse o representante da Defesa russa, acrescentando que no total na sequência dos ataques aéreos foram eliminados mais de 270 nacionalistas e danificadas 52 unidades de equipamentos militares.

No total desde o início da operação militar especial russa foram destruídos "174 aeronaves, 125 helicópteros, 966 veículos aéreos não tripulados, 315 sistemas antiaéreos, 3.182 tanques e outros veículos de combate blindados, 402 lançadores múltiplos de foguetes, 1.614 peças de artilharia e morteiros e 3.054 veículos militares especiais", disse Konashenkov neste sábado (21) em comunicado à imprensa.


Fonte: Agência Sputnik

Ganhe_Ate_300x250px.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg
Aumentou_728x90px.gif