Maioria acha que Bolsonaro demorou para comprar vacinas


(Reprodução)

Uma pesquisa do Instituto DataSenado, que é ligado ao Senado Federal, aponta que, para 73% dos brasileiros, a compra de vacinas começou muito tarde; 22% disseram que teve início no momento certo, e 3% mais cedo do que deveria. Dentre os que afirmam que houve demora, 74% apontam o presidente Jair Bolsonaro como principal responsável. Para 97%, se as vacinas tivessem sido compradas antes, o número de mortes seria menor. Dentre os que acompanham os trabalhos da CPI da Covid, no Senado, a maioria diz que ela é muito importante para o país. A informação foi publicada no Globo.

A vacinação da população começou em janeiro deste ano. O primeiro caso no país foi registrado em fevereiro do ano passado e a transmissão comunitária teve início em março, quando o coronavírus também fez a primeira vítima no Brasil.

Até o momento, as pessoas que tomaram a segunda dose ou a dose única de vacinas contra a covid-19 representa 15,40%. São 29.596.408 milhões que tomaram a segunda dose e 3.022.498 que tomaram a dose única, um total de 32.619.342 pessoas imunizadas, de acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa divulgados na quinta-feira (15).

O Brasil registra o terceiro maior número de casos da covid-19 no mundo, com 19,2 milhões de infectados, atrás apenas de Índia (31,0 milhões) e Estados Unidos (34,0 milhões). Os dados são da Universidade Johns Hopkins.

O Brasil registra também a segunda maior quantidade de mortes (539 mil), atrás apenas dos EUA (608,7 mil). Em seguida vem a Índia (412,5 mil), o México (235,7 mil) e o Peru (194,8 mil).

300x250px.gif
728x90px.gif