Mais de 8,4 milhões de fluminenses comprarão na Black Friday

Um levantamento do Instituto Fecomércio de Pesquisas e Análises (IFec RJ) revela que 60,3% dos fluminenses pretendem aproveitar as ofertas da Black Friday para realizar compras. Isso é o equivalente a 8,4 milhões de pessoas em todo o estado do Rio de Janeiro, ultrapassando 2020 (4,3 milhões) e também 2019 (8 milhões).

Foto: Agência Brasil

A pesquisa aponta que os consumidores pretendem gastar cerca de R$ 1.681,59, em média, nas promoções do final do mês de novembro, valor 91% maior que a estimativa de gasto médio em 2020, quando o valor atingiu R$ 876,49. O montante também ultrapassou o valor de 2019 (R$ 625,92), período pré-pandemia, em quase três vezes.


Nos últimos anos, a Black Friday passou a ser mais conhecida no Brasil e deixou de ser apenas uma promoção na internet. O tradicional dia de descontos ganhou uma maior adesão do comércio de rua e dos grandes centros de compras. Esse engajamento dos empresários fez com que os consumidores vissem na data uma oportunidade para adquirir produtos de maior valor agregado com descontos.

Charbel Tauil Rodrigues / Divulgação

"Nossa cidade não será exceção nesse cenário", comenta Charbel Tauil Rodrigues, presidente do Sindilojas Niterói.


"O comércio local está se preparando com esmero para aproveitar a ocasião fazendo ofertas atraentes para o consumidor e, assim, realizar boas vendas. É uma oportunidade preciosa depois de quase dois anos de clima recessivo e de temor generalizado devido à pandemia, que felizmente vem sendo vencida", complementa Charbel.


Produtos mais procurados


Segundo a pesquisa do Ifec, entre as opções preferidas estão: eletrônicos (56,4%), eletrodomésticos (47,5%), itens do vestuário, calçados e acessórios (32,6%), móveis (26,5%), artigos de uso pessoal (22,7%) e pacotes de viagem (12,2%).


Em menor proporção aparecem os livros e artigos de papelaria (11,6%), itens de alimentação (11,6%), serviços de estética e beleza (6,6%) e itens de material de construção (5%).


Ao serem perguntados onde farão suas compras, a maior parte dos pesquisados respondeu que se dividiriam entre lojas físicas e online (49,2%), só online (44,2%) e somente física (6,6%).


A sondagem ocorreu entre os dias 5 e 11 de novembro e contou com a participação de 300 consumidores em todo o estado do Rio de Janeiro.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg