Manifestantes tomam as ruas do país pelo impeachment



As ruas de ao menos 25 capitais, no Distrito Federal e mais de 200 cidades no Brasil e no exterior foram tomadas por milhares de manifestantes neste sábado (3) para pedir o impeachment do presidente Jair Bolsonaro e cobrar pelas mortes de mais de 523 mil brasileiros, grande parte vítima do descaso no enfrentamento à pandemia da covid-19. Os coros de "genocida" e "fora, Bolsonaro" ecoaram nas principais avenidas, como a Presidente Vargas, no centro do Rio de Janeiro, e a Paulista, ocupada pelos protestos, com foco no superpedido de impeachment apresentado esta semana na Câmara dos Deputados e nas denúncias de esquema de corrupção na compra das vacinas contra a covid.

Apoiados por centrais sindicais, partidos de esquerda, movimentos sociais, como de negros e sem-teto, entidades de estudantes e outros movimentos populares, os atos foram reforçados após a ministra Rosa Weber, do Supremo Tribunal Federal, atender na noite de sexta-feira o pedido da Procuradoria-Geral da República (PGR) para investigar o presidente para confirmar se ele cometeu prevaricação ao não mandar apurar graves denúncias sobre indícios de corrupção no governo em contrato da vacina indiana Covaxin. O crime de prevaricação é previsto como Código Penal como crime de responsabilidade, o que tornaria Bolsonaro passível de um processo de impedimento.

Familiares e amigos levaram faixas e cartazes para homenagear as pessoas queridas que perderam a vida durante a pandemia. Um dos atos mais comoventes, no Rio, foi o de um pai que levou sua filha com uma placa com a indagação de indignação "cadê a vovó?". Em João Pessoa, na Paraíba, parentes e amigos carregavam cartazes com fotos das vítimas.

Além do Rio, São Paulo, Belo Horizonte e Porto Alegre, os protestos se espalharam por outras capitais como Florianópolis, Curitiba, Belém, João Pessoa, Recife e Salvador. Brasileiros que se encontram fora do país também se reuniram para se manifestar em praça pública, em capitais como Londres, Paris, Lisboa, Viena e Buenos Aires. Além de pedir o impeachment do presidente, os manifestantes reivindicaram também mais vacinas e auxílio emergencial de R$ 600 enquanto durar a pandemia.

Confira algumas imagens das manifestações.










Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg