Maquiagem dá vida e alma às fantasias da Viradouro

Quando os componentes da Viradouro entrarem na Marquês de Sapucaí, ao som da Bateria Nota 10 de mestre Ciça, a arquibancada estará de olho no que a vermelho e branco irá mostrar na avenida. Quem se encantar com as pinturas dos rostos e corpos dos integrantes, porém, nem imaginará que por trás de todo o luxo, brilho e esplendor existem muitas horas de estudo, treinamento, técnicas e criatividade para dar vida às alas e até à comissão de frente, através de pinturas artísticas.

Divulgação

A responsável pelo trabalho de transformar os integrantes em personagens do enredo é Christina Gall. Foi em 2018 que a maquiadora inovou, ao lado de Juranda, utilizando técnicas francesas, o que lhe rendeu o título de melhor maquiadora artística numa revista especializada. O reconhecimento veio após Christina maquiar a comissão de frente e algumas alas, conquistando lugar cativo nos bastidores da escola de Niterói .


Christina Gall e sua equipe são responsáveis pela criação de vários personagens. Os efeitos são resultado de cursos na França, com patrocínio de uma grande marca daquele país.


“As pessoas acham que é só ir lá e fazer um rosto bonito. Não é. Tem pesquisa, tem estudo, tem análise de figurino. Afinal, tudo é julgado. Nosso trabalho está sujeito às ocorrências da natureza, como calor ou chuva. Por isso foi feito todo um estudo para maquiagens com tintas à prova de água. Foram muitas horas sem dormir”, conta ela.

Divulgação

Uma dessas personagens, a Sereia, marcou o desfile da Unidos da Viradouro de 2020. Para que ela saísse, foram duas semanas de trabalho antes do desfile. O figurino estava pronto e eles acharam que a maquiagem poderia fazer a diferença. Sendo assim, o que seria só uma pintura do rosto e cabelo, virou também maquiagem do tórax da personagem. E o mais importante: a pintura tinha que ser resistente à água, porque tratava-se de uma atleta de natação que passaria o desfile dentro da água.


As 'ganhadeiras' da comissão de frente também fizeram um grande sucesso. Para elas, Gall optou pela cor de 'ouro', com o intuito de destacar o valor dessas mulheres.


A maquiadora chegou até a viajar para a França, acompanhada de vários de seus personagens, para falar sobre as técnicas usadas nos componentes da escola de samba de Niterói.


“Nem sempre os melhores trabalhos são os que o público ama, porque o melhor trabalho passa despercebido. Ele fica invisível, sabe por quê? Porque ele se integra tanto ao figurino que a gente não sabe onde um acaba pra começar o outro. Eu sempre procuro levar algo inovador , mas sempre muito elaborado, e este ano o que eu criei realmente vai fazer com que muitos queiram utilizar essa técnica. Quem sabe não vira uma tendência?”, aposta ela.

Divulgação

Arte 'invisível'


Muita gente não sabe como é e quanto custa o trabalho de um profissional por trás dos rostos que atravessam a Marquês de Sapucaí, levando quem assiste aos desfiles a outros mundos e realidades. Muitas vezes a arte desses profissionais fica esquecida em meio a outras tantas frentes do espetáculo. Mas Christina Gall está aí para contar essa história, que não envolve apenas arte, mas abre frente no mercado de trabalho para toda uma equipe de mão de obra especializada.

Divulgação

Para este ano, Gall — que assina a maquiagem do Arlequim na capa do CD da escola — promete muitas surpresas. Serão 600 integrantes a passar por sessões de maquiagem e ela contará com a ajuda de 220 alunos do curso profissionalizante do Senac, uma parceria que já vem fazendo há três anos. A equipe tem apenas duas horas para deixar rostos e personagens prontos para a hora do desfile


Além do Senac, a maquiadora conta com parcerias na França, através da Guaranho Events, que envia equipe de maquiadores para o Rio no carnaval, e já levou Gall e seus profissionais a Paris para aprender novas técnicas. Além disso, ela tem o apoio da marca de maquiagem Lovely Pop Cosmetics, que colabora com trinta quilos de maquiagem por ano para a equipe trabalhar .

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg