Maricá e Cuba firmam acordo para produzir vacina contra o câncer


Foto: Reprodução

A Prefeitura de Maricá e a República de Cuba estão prestes a anunciar uma parceria para produção de novos medicamentos contra doenças como o câncer, diabetes e outras. As informações são do site Carta Capital.


Em junho deste ano, uma comitiva da prefeitura de Maricá, liderada pelo vice-prefeito Diego Zeidan, esteve em Cuba em busca de um acordo de cooperação científica para ter uma fábrica própria de medicamentos e criar um polo de ensino e pesquisa na área biomédica na cidade.


Os representantes do município visitaram o país caribenho para conhecer a BioCubaFarma e ver de perto como funciona o sistema de saúde básica, além de saber mais sobre pesquisas e vacinas desenvolvidas e patenteadas no país.


Na ocasião, Diego Zeidan disse que o encontro foi muito positivo e que o presidente cubano Miguel Diaz-Canel; o vice-primeiro ministro de Relações Exteriores, Ricardo Cabrisas Ruiz; e o presidente da empresa BioCubaFarma, Eduardo Martinez, deram a chancela para que as negociações possam acontecer com a empresa cubana de fármacos e seus laboratórios.


“Cuba é vanguarda em pesquisa e desenvolvimento de tecnologia biomédica. Queremos fazer uma parceria para trazer uma fábrica de medicamentos cubanos, gerar receitas para o município com a comercialização desses medicamentos e, no futuro, desenvolver medicamentos próprios para nossas doenças tropicais em parceria com os cubanos”, destacou vice-prefeito de Maricá.


Nas próximas semanas autoridades cubanas estão sendo aguardadas no município. A parceria vai permitir a criação de um pólo de produção de medicamentos.


“Nosso interesse é desenvolver medicamentos patenteados por Cuba para tratamentos de alguns tipos de câncer, diabetes e artrite reumatoide, por meio de um termo de cooperação técnica para o desenvolvimento de pesquisas. A reunião com o presidente cubano Díaz-Canel nos enche de esperança sobre a concretização deste nosso projeto”, ressaltou na ocasião Celso Pansera, diretor-presidente do Instituto de Ciência, Tecnologia e Inovação de Maricá (ICTIM).


A secretária municipal de Saúde, Solange Regina de Oliveira, explicou que a visita foi também para conhecer o Sistema de Saúde Básica de Cuba.


“Essa experiência vai ser fundamental para nos inteirarmos sobre as linhas de pesquisa, medicamentos e vacinas, enfim, uma gama de possibilidades que podem alavancar os tratamentos de forma inovadora e acessível para todos”, reforça Solange.

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP