top of page
banners dengue balde niteroi 728x90 29 2 24.jpg

Maricá: Hospital Dr. Che Guevara inicia atendimentos a trauma


Foto: Reprodução

A Prefeitura de Maricá começou nesta quarta-feira (1/2) a atender pacientes referenciados no setor de trauma do Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara, em São José do Imbassaí. O novo serviço da Secretaria de Saúde oferece atendimento qualificado em um espaço de ponta, direcionado às pessoas com lesões físicas de média a alta complexidade, que chegam à unidade de ambulâncias do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU), do Corpo de Bombeiros ou provenientes das unidades da Rede de Urgência e Emergência da cidade — o que abrange o Hospital Conde Modesto Leal, no Centro, a UPA 24h de Inoã e a Unidade de Pronto Atendimento Santa Rita, em Itaipuaçu.


O primeiro caso atendido no local foi um trauma de face, decorrente de um acidente de moto no município e encaminhado posteriormente ao hospital por uma ambulância do Corpo de Bombeiros. No novo setor, o paciente passou por avaliação do cirurgião bucomaxilofacial e recebeu toda a assistência necessária, que continuará diariamente até o momento da alta médica.


O espaço voltado ao trauma é totalmente equipado para acolher os casos de média a alta complexidade, contando com quatro leitos para adultos, um leito pediátrico, assim como uma sala amarela, que possui seis leitos direcionados aos adultos e outros três pediátricos de retaguarda. Além disso, uma das salas cirúrgicas do hospital é exclusiva para a realização de procedimentos em pacientes recebidos no setor de trauma, contendo equipamentos de ponta e profissionais preparados para cirurgias de diversas especialidades, como geral, ortopédica, vascular, pediátrica, bucomaxilofacial e, em breve, neurocirurgia.


A secretária de Saúde, Solange Oliveira, comemorou o início dos atendimentos no setor de trauma, fundamental para atender com ainda mais qualidade as pessoas que sofreram, principalmente, acidentes de trânsito e outros danos físicos de mais gravidade.


“A abertura do setor de trauma do Hospital Dr. Ernesto Che Guevara é um marco, garantindo àqueles que sofrerem lesões mais graves atendimentos rápidos e qualificados, com equipes multiprofissionais à disposição. Os pacientes serão recebidos de forma referenciada, ou seja, pelas ambulâncias dos serviços de emergência, o que é facilitado pela localização estratégica da unidade, em uma rodovia que corta todo o município. Esse é um passo importante para a reestruturação da rede de saúde de Maricá, um esforço diário simbolizado por essa e outras entregas que estão por vir, tão importantes em meio ao aumento da população da cidade”, afirmou.


Marcos Victoriano, diretor geral do Hospital Dr. Ernesto Che Guevara, ressaltou o papel do novo setor para receber os pacientes referenciados com toda a estrutura necessária, contando, inclusive, com exames realizados no local e sala cirúrgica específica.


“Com essa entrega, o hospital se torna a referência em trauma na cidade, recebendo por ambulâncias, principalmente, os casos de acidentes de trânsito, além de afogamentos e outros quadros de média a alta complexidade. Isso mostra a mudança no perfil da unidade, que foi dedicada aos pacientes com Covid-19 durante a pandemia e, atualmente, tem foco cirúrgico e no trauma. No local, oferecemos os exames complementares necessários, incluindo de imagem e laboratoriais, ajudando a atender com efetividade, identificando patologias e também indicando as cirurgias necessárias” acrescentou.


Pacientes referenciados de emergência


O Hospital Municipal Dr. Ernesto Che Guevara é a referência em cirurgias gerais e de diversas especialidades na cidade, já tendo ultrapassado o número de 1.500 procedimentos realizados desde julho de 2022, todos marcados pela Central de Regulação do município. A unidade não atende casos de emergência por demanda espontânea (porta aberta), apenas recebendo pacientes referenciados pelo SAMU, Corpo de Bombeiros, Hospital Conde Modesto Leal, UPA de Inoã e Unidade de Pronto Atendimento Santa Rita.


O centro cirúrgico da unidade é totalmente preparado para receber os moradores. São quatro salas adaptadas, tendo capacidade para realizar procedimentos não invasivos por auxílio de câmera (videolaparoscopia), além de contar com um dispositivo que permite a visualização dinâmica e em tempo real de todas as estruturas internas, reduzindo o tamanho dos cortes e permitindo movimentos mais precisos em cirurgias renais, vasculares, ortopédicas, dentre outras.


O hospital possui 34 leitos cirúrgicos de enfermaria voltados ao pré e ao pós-operatório, assim como dez leitos do Centro de Terapia Intensiva (CTI) de retaguarda. Por conta do crescente fluxo de cirurgias na unidade, as filas de espera por procedimentos de várias especialidades já foram zeradas, o que marca uma nova etapa para a saúde do município.

ความคิดเห็น


Chamada Sons da Rússia5.jpg
banners dengue balde niteroi 300x250 29 2 24.jpg
Divulgação venda livro darcy.png
bottom of page