Maricá realiza 2º Campeonato Municipal de Foguetes


Foto: Reprodução

A Prefeitura de Maricá, por meio da Secretaria de Educação, promove nesta sexta-feira (3/6), no camping do Retiro, o 2º Campeonato Municipal de Foguete para alunos do Ensino Fundamental 1 e 2 da rede municipal de ensino. O objetivo é estimular a criatividade dos estudantes, que poderão aplicar na prática os conceitos da Física, Matemática e Química aprendidos em salas de aula, utilizando objetos sustentáveis como garrafas pet e canos de PVC.


A novidade deste ano é a participação dos estudantes da Educação Infantil, que confeccionaram foguetes de papel para lançar de brincadeira.


Na competição, que teve início na sexta-feira (2/6), a equipe formada por dois alunos fica posicionada em um espaço de cinco metros quadrados, de onde são arremessados os foguetes confeccionados de garrafas pet, rolha e água despejada no recipiente. Impulsionados pelo ar comprimido que sai da bomba de bicicleta acionada por um dos competidores, a pressão chega no limite da rolha, fazendo o “foguete voar”. Ganha quem conseguir atingir a maior distância.


Estímulo ao aprendizado


A secretária de Educação, Adriana Costa, explicou que a atividade estimula o aprendizado dos alunos em diversos aspectos.


“Por meio de um campeonato de foguete trabalhamos a escrita, a Matemática, Geografia, História, Física, Química, a história do município, a origem do foguete… Além de ser muito divertido para todos. É um aprendizado que marca os alunos”, afirmou.


Diretora do Centro de Educação Infantil Municipal (CEIM) Nelson Mandela, em São José do Imbassaí, Flávia Monteiro, não escondeu a emoção em ver, pela primeira vez, seus alunos de cinco anos participando do projeto.


“Quase chorei. Estou super emocionada e orgulhosa porque eles ensaiaram, treinaram, e estão muito felizes. Até brinquei que nós somos um time e eles são nossos atletas”, afirmou.


Alunos se encantam com a experiência


Aluno da Escola Municipal Professor Anísio Teixeira, em Itaipuaçu, Izac de Sá, de 11 anos, estava confiante em conseguir um bom resultado.


“O treino na escola foi muito legal. É uma sensação diferente e não pensei que fosse tão divertido e engraçado”, comentou.


A estudante da Escola Lúcio Thomé Guerra Feteira, em Cordeirinho, Sabrina Martins, de 11 anos, também citou o processo de construção dos “foguetes”.


“Foi legal porque a gente se animou já para construir. O campeonato todo é divertido e interessante”, avaliou.


A edição anterior do campeonato de foguetes aconteceu em junho de 2019 e teve como vencedores os alunos da Escola Municipal João Monteiro, no Recanto, em Itaipuaçu, que arremessaram o objeto a uma distância de 141 metros.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg