Menores são maioria entre vítimas de estupro no estado do Rio


Crianças e adolescentes foram maioria entre as vítimas de estupro no ano passado, quando o Estado do Rio de Janeiro registrou 6.692 casos de violência sexual contra mulheres. Os dados são do Dossiê Mulher, elaborado pelo Instituto de Segurança Pública (ISP) e divulgado na última quinta-feira (27/8).


Maioria dos casos ocorre dentro de casa. Marcelo Camargo / Agência Brasil

De acordo com o estudo, a maioria das tentativas de estupro (91,8%) e de estupro (86%) foi cometida contra mulheres, sobretudo meninas e adolescentes. A cada dez vítimas de estupro, sete tinham até 17 anos. A maior parte dos crimes contra crianças e jovens, 58,9%, aconteceram dentro de casa.


Meninas de até 14 anos representam a maior parte desse total: elas são 65,9% das sobreviventes de estupro no estado. Mais de 44% dos crimes de estupro de vulnerável foram praticados por pessoas conhecidas, sendo pais e padrastos responsáveis por 18,5% dos registros.


Para a diretora do ISP, Adriana Pereira Mendes, os números de violência contra menores no estado do Rio são alarmantes:


"Os dados são preocupantes. A maioria dos casos de estupro é praticada dentro de casa, por conhecidos. São crimes intramuros, em que se tem menor visiblidade dessas violências. Nesse sentido, é importante que o adulto denuncie quando identificar mudanças no padrão de comportamento e nos hábitos da criança e do adolescente — alerta.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg