Militar que traficou cocaína em avião da FAB é condenado


(Reprodução)

O sargento da Aeronáutica Manoel Silva Rodrigues, que foi preso em flagrante na Espanha transportando cocaína em avião da Força Aérea Brasileira (FAB) da comitiva do presidente Jair Bolsonaro, foi condenado nesta terça-feira (15) a 14 anos e seis meses de prisão por tráfico internacional de drogas. A decisão é da 2ª Auditoria da 11ª Circunscrição Judiciária Militar.

O militar, que participava de missão oficial, foi preso em flagrante em junho 2019, durante uma escala no aeroporto de Sevilha, com 37 kg de cocaína. O presidente estava em outro avião da FAB.

Ele ainda foi condenado a pagar 1,4 mil dias-multa, fixados em 1/30 do salário-mínimo.

Em 2020, a Justiça da Espanha condenou o sargento da FAB a seis anos de prisão. Ele está preso até hoje em Sevilha.

Toda Palavra_Banner_300x250_Celular.gif
1/3
NIT_728x90-03.gif
NIT_300x250-01.jpg