Militares condenados por tentativa de golpe. Na Turquia


Após a tentativa de golpe, em 15 de julho de 2016, povo turco foi às ruas a favor do governo eleito (Reprodução)

Tribunal turco condenou a prisão perpétua dezenas de oficiais de alta patente, incluindo o ex-comandante da Força Aérea da Turquia, Akin Ozturk, por tentativa de golpe contra o presidente Erdogan em 15 de julho de 2016. O golpe fracassado teve a liderança de Fetullah Gullen, residente nos Estados Unidos.

Além dos militares, a Justiça turca também condenou vários civis.

De acordo com publicação da agência Anadolu, a tentativa de golpe foi planejada pela organização fascista Fetullah (FETO, na sigla em inglês) e realizada pelas pessoas agora julgadas.

As condenações ocorreram nesta quinta-feira (26), ao final do grande julgamento de Ancara. Ao todo, 475 acusados já foram condenados a prisão perpétua, sendo que alguns receberam tal condenação repetidas vezes. Como exemplo, a corte decretou 79 condenações de prisão perpétua ao piloto e tenente-coronel Hasan Husnu Balikci, o qual usou explosivos contra o Parlamento turco durante a tentativa de golpe.

Da mesma forma, o piloto de caça Muslim Macit, recebeu a mesma pena por 16 vezes. Durante a tentativa de golpe, Macit acabou tirando a vida de 15 pessoas ao lançar duas bombas MK-82 a partir de uma aeronave contra um estacionamento próximo dos prédios da presidência do país.

O comandante da 10ª Base de Combustíveis de Incirlik, Bekir Ercan Van, que forneceu combustível para os pilotos durante a tentativa de golpe, também recebeu 79 condenações de prisão perpétua.

Todos foram declarados culpados de “tentativa de derrubar a ordem constitucional, tentativa de assassinato do presidente e homicídios voluntários”, segundo as sentenças.

Golpe dos fascistas

Em 15 de julho de 2016, militares turcos fizeram uma tentativa de derrubada do governo do presidente Recep Tayyip Erdogan, tendo como seu centro de ações a Base Aérea de Akinci, ao norte da capital, Ancara.

Os ataques aéreos foram orquestrados por militares que, segundo a agência Anadolu, faziam parte de uma tentativa do líder turco Fetullah Gulen, residente nos EUA, de derrubar o governo do país.

Durante a ação 251 pessoas perderam a vida, enquanto outras 2.200 ficaram feridas.


Com a Sputnik

1/3
300x250px - para veicular a partir do di

 Conheça a nova Scooter Elétrica

Não precisa de CNH, sem placa e sem IPVA

Leia também: