Ministro da Justiça não nega nem confirma dossiê


Ministro da Justiça, André Mendonça (Agência Brasil)

O ministro da Justiça, André Mendonça, tergiversou ao ser confrontado sobre a existência de dossiê secreto feito pelo governo que lista 579 servidores públicos - quase todos policiais - que apoiam movimentos e atos antifascistas no país. Em entrevista na noite deste domingo (2) à GloboNews, Mendonça se enrolou para responder a uma pergunta sobre a lista, com nomes e informações, produzida por um órgão de "inteligência" de dentro do seu ministério.

“Não posso confirmar, nem negar a existência”, tergiversou o ministro, ao que a entrevistadora respondeu afirmando que, quando Mendonça diz “nem que sim, nem que não”, fica clara a existência do documento. "Nenhuma dessas possíveis pessoas é investigada por nós no Ministério da Justiça. Não há um tipo de investigação em relação a este grupo que possivelmente assinou esse manifesto [antifascista]", disse.

A lista com 579 servidores federais e estaduais de segurança e três professores universitários foi montada pela Secretaria de Operações Integradas (Seopi), do Ministério da Justiça, em junho, em meio ao avanço das mobilizações antifascistas no país.

Questionado sobre o que fará caso fique comprovado que a Seopi elaborou um dossiê contra servidores públicos antifascistas e opositores do governo, o ministro respondeu que "se for verificado que há qualquer atuação persecutória ilegítima, essa pessoa [responsável pelo relatório] não tem condições de continuar trabalhando comigo [...]. A gente precisa ter serenidade, fazer as apurações devidas. Agora, qualquer indicativo de uma atuação persecutória a grupo A, B ou C, que restrinja, por exemplo, indevidamente, uma manifestação, isso não é aceitável dentro da democracia".

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou um procedimento preliminar para buscar informações sobre o dossiê.




300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 077 - páginas centrais.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP