top of page

Missa dos Avós volta a ser celebrada no Rio


Nas fotos, Claudio André Castro e o padre Victor Hugo Nascimento. E as imagens de Santana e São Joaquim, do acervo da igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores


A missa dos Avós, uma tradição de mais de 200 anos, da igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores, que parou de acontecer, por causa da pandemia, voltará a ser comemorada, no próximo dia 26 ( esta quarta) - data em homenagem a Santana e a São Joaquim, avós de Jesus Cristo -, às 12h, com celebração pelo padre Victor Hugo Nascimento .

Comissário administrativo da Irmandade de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores, o empresário Claudio André Castro informou que haverá bênção aos avós vivos e sufrágio pela alma dos avós falecidos.

"É bom lembrar que a igreja de Nossa Senhora da Lapa dos Mercadores tem duas imensas imagens do século XVIII, de São Joaquim e de Santana, que estão entre as mais belas e reputadas do mundo da arte sacra brasileira "- disse Claudio André Castro.

Graduado em Regência Coral e Orquestral pelo Conservatório Brasileiro de Música, com especialização em Canto Gregoriano pela Universidade São Bento, do Rio de Janeiro, regente titular em alguns corais na Arquidiocese de São Sebastião do Rio de Janeiro, o maestro Marcos Paulo ( foto) fará o recital, gratuito, durante a missa, no harmônio restaurado ( órgão de fole), de 1873.

A propósito, por sua atuação, na recuperação igreja e de outros prédios históricos do Centro do Rio, o empresário Claudio André Castro vai receber, no dia 7 de agosto, o título de Cidadão Honorário concedido pela Câmara dos Vereadores, em solenidade, às 15h30, no Palácio Pedro Ernesto.

Comentários


Divulgação venda livro darcy.png
Chamada Sons da Rússia5.jpg
bottom of page