Moeda Arariboia paga crédito de agosto nesta quinta (11/8)

Os beneficiários da Moeda Social Arariboia da Prefeitura de Niterói vão receber o crédito do mês de agosto nesta quinta-feira (11/8). O programa socioassistencial permanente de transferência de renda do município, em vigência desde o início deste ano, é gerido pela Secretaria Municipal de Assistência Social e Economia Solidária e já injetou quase R$ 56,5 milhões gastos nos comércios, gerando movimentação da economia local, além de beneficiar mais de 31 mil famílias em situação de vulnerabilidade.

Foto: Bruno Eduardo Alves / Prefeitura de Niterói

O secretário da pasta, Elton Teixeira, afirma que o benefício é a única renda para milhares de niteroienses.


“Nesta quinta-feira vamos depositar mais um crédito da Moeda Social Arariboia. O programa é uma realidade na cidade e vem transformando a vida dos moradores que dependem do auxílio. Para muitos, essa é a única fonte de renda”, declara o secretário.


A Moeda Social Arariboia foi lançada em novembro de 2021 e teve seu primeiro crédito no mês de janeiro de 22. O programa beneficia famílias que estão cadastradas no CadÚnico e que fazem parte do recorte de renda que as classifica como em situação de vulnerabilidade ou extrema vulnerabilidade. Em Niterói, mais de 100 mil niteroienses são beneficiados pelo programa que já contabiliza mais de 806 mil transações no período.


O valor do benefício varia conforme o número de membros da família. O valor inicial, para o primeiro membro, é de R$ 250. A partir daí, cada membro recebe R$ 90 até mais cinco pessoas, totalizando 6 integrantes de uma mesma família, com valor máximo de R$ 700, para famílias com seis membros. A Arariboia é a moeda alternativa para realização de transações econômicas sem utilização ou conversão por dinheiro com o objetivo de fazer girar e desenvolver a economia local.


As moedas sociais cumprem um papel fundamental no desenvolvimento das comunidades já que permitem a criação de um mercado complementar e oferecem a possibilidade de se produzir e consumir dentro de um bairro ou município.


Além das famílias, mais de 4.200 estabelecimentos estão cadastrados e já realizaram transações em Arariboia, movimentando as vendas e o comércio. Com a Moeda Social, ganha o usuário que tem uma renda para suas necessidades básicas, como alimentação e farmácia, e o comerciante, que vê na moeda uma forma de ampliar sua receita.


Fonte: Coordenadoria Geral de Comunicação da Prefeitura de Niterói

300x250_QuatroRodas.gif
728x90_PorqueArCondicionado.gif
Toda Palavra 076 - p 4-5.jpg

Leia a versão digital da edição impressa do TP